21:18 23 Agosto 2019
Ouvir Rádio
    Soldados israelenses caminham em direção ao norte da Faixa de Gaza

    Forças israelenses realizam exercício militar perto do Líbano em meio a tensões com Irã

    © AP Photo / Neil Cohen
    Oriente Médio e África
    URL curta
    7412

    O Exército de Israel efetuou um treinamento cujo objetivo foi simular um conflito armado entre os militares israelenses e o Hezbollah, movimento libanês considerado terrorista por Israel.

    O jornal Jerusalem Post comunicou nesta quinta-feira (31), que as Forças de Defesa de Israel (IDF) concluíram uma simulação militar em larga escala no norte de Israel.

    O treinamento foi conduzido pelo 450º Batalhão da Brigada Bislamach das IDF, unidade para a qual as tropas israelenses são enviadas a fim de serem treinadas como comandantes de esquadrão e sargentos de pelotão.

    A simulação veio em meio às crescentes tensões entre Israel e o Irã e intensificou os esforços diplomáticos para encorajar a posição das nações árabes sunitas em relação a Tel Aviv.

    Falando sobre o treinamento dos militares, o tenente-coronel Liran Bitton, do 450º Batalhão, disse o seguinte: "Este curso é o primeiro que eles fazem quando passam de soldado a oficial, com responsabilidade sobre cerca de 12 soldados".

    "[Com o curso] eles passam a se compreender melhor, o propósito de seu serviço e suas responsabilidades. É incrível ver a mudança".

    "A próxima guerra será diferente do que foi no passado", afirmou Bitton durante uma entrevista concedida ao jornal, adicionando que "o inimigo ficou melhor e tem armas mais avançadas e mais experiência. Ambos os lados avançaram, e nós conhecemos o nosso inimigo. Mas, ao mesmo tempo, tenho certeza de que eles também nos conhecem".

    A mídia ainda escreve que as incursões de Tel Aviv levaram os oficiais superiores de inteligência dos EUA a alertar sobre uma ameaça crescente de guerra regional entre o Irã e Israel. O Estado israelense tem realizado numerosos ataques aéreos na Síria para impedir o suposto entrincheiramento iraniano na República Árabe, acusando Teerã de contrabandear armas para o Hezbollah.

    "Sabemos como nos preparar para as diferentes frentes", continuou Bitton, acrescentando que "não se trata de quem vamos enfrentar, mas se estamos realmente preparados para enfrentá-los […] Eu sempre penso assim, para que eu esteja preparado, eu preparo meus soldados".

    Em 2006, Israel travou uma guerra de 34 dias com o Hezbollah e, recentemente, as tensões ao longo da fronteira norte de Israel voltaram a aumentar, devido principalmente ao fato de as forças armadas israelitas terem iniciado uma operação para encontrar e destruir os túneis do Hezbollah escavados sob a fronteira, que foram construídos mesmo antes da guerra.

    Mais:

    Inteligência dos EUA: Irã não está produzindo dispositivos nucleares
    Ex-chefe da Força Aérea de Israel: 'A Rússia é a única que pode tirar o Irã da Síria'
    General garante que o Irã tem capacidade de realizar ofensiva contra seus inimigos
    EUA consideram manter tropas em base na Síria para combater Irã, diz mídia
    Tags:
    tensões, conflitos, exercício militar, Hezbollah, Forças de Defesa de Israel, IDF, Irã, Líbano, Israel
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar