11:17 07 Dezembro 2019
Ouvir Rádio
    O presidente egípcio, Abdel Fattah al-Sisi, faz um discurso no Palácio Presidencial Ittihadiya no Cairo, Egito (arquivo)

    Egito condena a prisão apresentador de TV por entrevista com homem profissional do sexo

    © REUTERS / The Egyptian Presidency
    Oriente Médio e África
    URL curta
    110
    Nos siga no

    Um tribunal egípcio condenou um apresentador de televisão a um ano de prisão por entrevistar um homem profissional do sexo homossexual em seu programa.

    Mohammed el-Gheiti foi condenado por incentivar a imoralidade durante um quadro de agosto de 2018 em que o convidado descreveu sua profissão. El-Gheiti, que pode recorrer da decisão, foi multado em US$ 170 e foi liberado até o veredicto final. As acusações são derivadas de uma queixa apresentada por um advogado particular.

    Nos últimos anos, o Egito tomou medidas severas contra qualquer aparência de homossexualidade, prendendo pessoas sob acusações vagas de "libertinagem".

    A homossexualidade não é um crime no Egito, mas é considerado um tabu no país de maioria muçulmana conservadora. A prostituição é ilegal.

    Em setembro de 2017, várias pessoas foram presas após hastearem uma bandeira LGBT em um show realizado em Cairo.

    Mais:

    Cientistas encontram túmulos da época do Império Antigo no Egito
    Túmulos da época romana são encontrados no Egito
    Debaixo das ataduras: tomografia revela segredos de múmia do Egito
    Policial morre tentando desarmar bomba no Egito
    Explosão de ônibus de turismo deixa mortos e feridos no Egito
    MiG-29M é grande diferencial da frota de caças da Força Aérea do Egito, diz mídia
    Antiga tumba intata de sacerdote real é descoberta no Egito (FOTOS)
    Tags:
    Egito
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar