01:33 18 Outubro 2019
Ouvir Rádio
    Soldado no topo do tanque Merkava

    Tanque israelense atravessa descontroladamente estrada com tripulação dormindo

    © AFP 2019 / JACK GUEZ
    Oriente Médio e África
    URL curta
    581
    Nos siga no

    Um tanque israelense Merkava, de 65 toneladas, atravessou de maneira descontrolada uma grande rodovia de Israel.

    As Forças de Defesa de Israel consideram o caso como uma "violação de segurança severa". Já a tripulação estava dormindo a bordo do veículo blindado.

    O incidente ocorreu durante a passagem do comando de tanque no deserto de Negev, mais precisamente, a 74 km ao norte da cidade de Eilat, segundo o jornal Times of Israel.

    As Forças de Defesa de Israel abriram uma investigação sobre o episódio para saber como a tripulação da base de Shizafon adormeceu a bordo do tanque Merkava-4, colocando o veículo em reverso, transcorrendo 600 metros do ponto onde deveriam estar.

    Segundo o jornal Haaretz, o comandante do tanque deixou o posto para ir ao banheiro e quando retornou após 20 minutos, notou que o tanque não estava no local. Por sua vez, Arutz Sheva, comandante do tanque, ressaltou que tomou todas as medidas necessárias ao deixar seu posto, incluindo o travamento da torre do tanque em sua devida posição.

    O porta-voz das Forças de Defesa de Israel informou que não houve feridos, além disso, enfatizou que o "incidente de segurança incomum" está sendo investigado para prevenir incidentes semelhantes.

    O tanque Merkava-4 faz parte da nova geração dos veículos blindados israelenses, com 360 unidades tendo sido produzidas para Israel desde 2003.

    Mais:

    Exército israelense reconhece que Israel forneceu armas a grupos rebeldes na Síria
    Por que EUA se opõem à venda de caças F-16 à Croácia por Israel?
    Netanyahu reconhece que Israel bombardeou alvos na Síria
    Tags:
    tripulação, veículo de combate, veículo blindado, tanque, Tanque Merkava, Israel
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar