17:27 23 Agosto 2019
Ouvir Rádio
    Primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, durante discurso em Tel Aviv, 16 de setembro de 2018

    'Não vamos parar de atacar': Netanyahu adverte Irã a sair rapidamente da Síria

    © REUTERS / Ronen Zvulun
    Oriente Médio e África
    URL curta
    24727

    Após um oficial iraniano ter afirmado que Irã se limita a fornecer assessoria militar à Síria, o primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, fez uma advertência a Teerã.

    "Estou lhes dizendo, saiam rapidamente de lá [da Síria]. Não vamos parar de atacar", disse Netanyahu se referindo a Teerã, segundo cita o The Jerusalem Post nesta terça-feira (15).

    O premiê israelense adverte frequentemente contra a presença iraniana na Síria, dizendo que Israel não permitirá que o regime se estabeleça na área.

    O pronunciamento de Netanyahu ocorreu durante a cerimônia de nomeação do novo chefe do Estado-Maior das Forças de Defesa de Israel (IDF), Aviv Kochavi, e também logo após o comandante das IDF, Gadi Eisenkot, ter reconhecido que Israel forneceu armas leves a grupos rebeldes sírios durante os sete anos de guerra civil no país árabe.

    O general das forças israelenses admitiu que Jerusalém realizou por muitos anos uma campanha de bombardeios contra o Irã e seus representantes na Síria e no Líbano, especificando que somente no ano de 2018 foram lançadas cerca de 2 mil bombas contra supostos alvos ligados ao país persa.

    Mais:

    Por que EUA se opõem à venda de caças F-16 à Croácia por Israel?
    Hezbollah teria ajudado Hamas a invadir Israel através de ondas de rádio
    Netanyahu reconhece que Israel bombardeou alvos na Síria
    Oposição síria: 'EUA provavelmente manterão presença em bases na Síria'
    Tags:
    presença militar, Gadi Eisenkot, Benjamin Netanyahu, Irã, Síria, Israel
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar