08:47 26 Abril 2019
Ouvir Rádio
    Pessoas seguram sinais durante um protesto na Embaixada da Arábia Saudita sobre o desaparecimento do jornalista saudita Jamal Khashoggi.

    Procuradoria saudita pede pena de morte para 5 acusados do assassinato de Khashoggi

    © AP Photo/ Jacquelyn Martin
    Oriente Médio e África
    URL curta
    310

    O procurador-geral da Arábia Saudita exigiu a pena de morte para cinco suspeitos do assassinato do jornalista Jamal Khashoggi em 2 de outubro. Hoje (3) começou o julgamento contra os 11 suspeitos do assassinato do jornalista saudita.

    "A Procuradoria Geral exigiu a implementação da lei sharia em relação aos detidos, para cinco deles a Procuradoria pede pena de morte pela participação no homicídio", informou o comunicado da Procuradoria Geral citada pela agência SPA.

    O jornalista saudita Jamal Khashoggi, conhecido por suas críticas contra o governo da Arábia Saudita, foi visto vivo pela última vez em 2 de outubro, quando entrou no consulado saudita em Istambul para pegar alguns documentos.

    O jornal The Washington Post, com o qual Khashoggi colaborou como colunista, informou que o jornalista havia sido torturado, morto e desmembrado, quando as autoridades sauditas ainda insistiam que ele havia saído da sede diplomática.

    O reconhecimento da Arábia Saudita de que o jornalista tinha sido morto em uma luta no interior do consulado veio após duas semanas de negação e crescente pressão dos aliados ocidentais para que os sauditas fornecessem explicações.

    Em 26 de outubro, o promotor saudita reconheceu que o assassinato do jornalista foi premeditado. Riad sustenta que o assassinato nada teve a ver com a família real saudita, mas o Washington Post afirmou que a CIA aponta em um relatório Mohamed bin Salman, o príncipe herdeiro da Arábia Saudita, como a pessoa que pode ter dado a ordem de matar Khashoggi.

    Mais:

    CIA apresenta nesta terça-feira resultados das investigações sobre morte de Khashoggi
    Turquia ameaça acionar a ONU caso sauditas atrapalhem o caso Khashoggi
    Tags:
    jornalismo, assassinato, Jamal Khashoggi, Turquia, Arábia Saudita
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar