15:58 21 Abril 2019
Ouvir Rádio
    Contingente militar dos EUA no Afeganistão

    Mídia: EUA manterão operações contra extremistas no Afeganistão

    © AFP 2019 / Ed JONES
    Oriente Médio e África
    URL curta
    305

    Os EUA planejam retirar cerca de 7 mil dos 14 mil soldados em serviço no Afeganistão, mas as Forças de Operações Especiais (SOF, sigla em inglês) permanecerão no país para continuar as missões contra os militantes do talibã e do grupo terrorista Daesh, informou a mídia.

    O general Austin Scott Miller, comandante das forças dos EUA e da OTAN no país asiático, tentará implementar o plano nos próximos oito a 12 meses, reportou o portal Military.com, citando uma fonte mantida em anonimato.

    "Teremos uma força de ataque no país", disse a fonte, referindo-se ao contingente das SOF.

    Os rumores sobre os supostos planos de Washington de retirar suas forças do Afeganistão surgiram em dezembro, na sequência do anúncio do presidente dos EUA, Donald Trump, sobre a retirada das tropas da Síria em virtude da derrota do Daesh (grupo terrorista proibido na Rússia e em vários outros países).

    No entanto, a Casa Branca rejeitou essas alegações, esclarecendo que Trump não havia ordenado a redução da presença militar dos EUA no Afeganistão.

    Atualmente, há cerca de 14 mil soldados norte-americanos no Afeganistão, além de cerca de 16 mil militares da OTAN e dos países aliados. As forças estão envolvidas em missões de treinamento e suporte das Forças Armadas afegãs.

    Mais:

    Bolsonaro entrega o Brasil em uma 'bandeja de prata' para os EUA, diz Maduro
    Macron diz a Putin que coalizão internacional manterá operação contraterrorista na Síria
    Surgem FOTOS que mostram suposta concentração de forças turcas na fronteira com Síria
    Tags:
    militantes, soldados, tropas, Casa Branca, Daesh, OTAN, Forças de Operações Especiais, Afeganistão, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar