19:27 15 Novembro 2019
Ouvir Rádio
    Um membro das Forças Democráticas da Síria (SDF) apoiadas pelos EUA caminha dentro de uma prisão construída por combatentes do Estado Islâmico.

    SDF: Daesh aumenta ataques contra curdos após retirada das tropas americana da Síria

    © AP Photo / Asmaa Waguih
    Oriente Médio e África
    URL curta
    506
    Nos siga no

    O Daesh (grupo terrorista autodenominado Estado Islâmico) intensificou os ataques contra as Forças Democráticas Sírias lideradas pelos curdos (SDF) depois que os Estados Unidos anunciaram os planos de retirar as tropas da Síria, disse o porta-voz da SDF, Kino Gabriel, à Sputnik.

    "O Estado Islâmico [Daesh] está usando declarações dos EUA sobre a retirada de tropas e aumenta os ataques às nossas forças", disse o porta-voz da SDF, Kino Gabriel.

    De acordo com Gabriel, as forças da SDF continuam operando em ofensivas em Hajin e seus subúrbios, coordenadas com a coalizão internacional liderada pelos EUA. Ele, no entanto, acrescentou que as SDF ainda não viu sinais da retirada real das tropas dos EUA da Síria.

    A declaração contradiz a informação repassada à imprensa pela porta-voz da Casa Branca, Sarah Sanders. Na quarta (19), Sanders afirmou que os Estados Unidos já tinham iniciado a retirada de forças da Síria, observando que isso não significaria "o fim da luta da coalizão internacional liderada pelos EUA contra o Daesh".

    A iniciativa dos EUA provocou preocupações entre seus aliados sobre a situação de segurança na região. As SDF, lideradas por curdos e apoiadas por Washington, vêm lutando contra jihadistas há anos. Elas controlam algumas regiões no nordeste da Síria, mas a autoridade não é reconhecida pelo governo sírio.

    Tags:
    Estado Islâmico, Forças Democráticas Sírias (SDF), Casa Branca, Daesh, Sarah Huckabee Sanders, Kino Gabriel, Hajin, Estados Unidos, Síria, Washington
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar