17:34 19 Julho 2019
Ouvir Rádio
    Curdos sírios do YPG (foto de arquivo)

    Curdos pedem ajuda da França para criar zona de exclusão aérea no norte da Síria

    © AFP 2019 / Delil Souleiman
    Oriente Médio e África
    URL curta
    903

    O Conselho Democrático da Síria pediu ajuda da França para declarar zona de exclusão aérea no norte da Síria, afirmou nesta sexta-feira o co-presidente da organização, Ilham Ahmed.

    "Estamos pedindo à França para ajudar a estabelecer uma zona de exclusão aérea no norte da Síria", disse o co-presidente em uma entrevista coletiva em Paris.

    Ele acrescentou que as Forças Democráticas da Síria serão forçadas a deixar a província de Deir ez-Zor se a Turquia começar uma operação militar nesta área.

    Ele ressaltou que a decisão dos EUA de retirar suas tropas do território complicará a luta contra o terrorismo.

    Na véspera, o embaixador francês na ONU, François Delattre, declarou que a França tentará defender os curdos após a anunciada retirada das tropas norte-americanas da Síria.

    Na quarta-feira, o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, proclamou a vitória sobre o Daesh na Síria, destacando que combater o grupo terrorista era a única razão para os EUA permanecerem no país árabe. Portanto, essa seria a hora para os militares dos EUA voltarem para casa.

    Por outro lado, a Turquia juntou tropas na fronteira com a Síria e já anunciou que pretende iniciar uma operação militar contra os curdos no país vizinho.

    A França é membro da coalizão internacional liderada pelos EUA que, desde 2014, tem lutado contra o Daesh na Síria e no Iraque.

    A presença da coalizão na Síria não conta com a aprovação de Damasco.

    Mais:

    Turquia ameaça ataque contra cidade síria se os EUA não removerem milícias curdas
    Turquia ataca posições curdas no norte do Iraque
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar