23:05 24 Maio 2019
Ouvir Rádio
    Bandeira israelense com a Cidade Velha de Jerusalém em fundo, 6 de dezembro de 2017

    Israel diz que Austrália 'cometeu um erro' ao anunciar decisão sobre Jerusalém

    © AP Photo / Oded Balilty
    Oriente Médio e África
    URL curta
    13715

    O ministro da Cooperação Regional de Israel, Tzachi Hanegbi, afirmou que o país não ficou satisfeito com a decisão australiana de reconhecer Jerusalém Ocidental como capital de Israel em conjunto com a aceitação de Jerusalém Oriental como capital da Palestina, segundo o Guardian.

    "A Austrália é um amigo profundo e próximo de muitos anos de Israel. Ficamos felizes em saber que ela [a Austrália] tem interesse em clarificar seu reconhecimento de Jerusalém como a capital de Israel. Mas, para nossa tristeza, junto com essa notícia positiva eles cometeram um erro", disse Hanegbi.

    "Não há nenhuma divisão entre o leste e o oeste da cidade. Jerusalém é um todo, unida. O controle de Israel sobre ela [a cidade] é eterno", continuou.

    Para o ministro israelense, a decisão é contrária à reivindicação do Estado judeu relativamente a ambos os lados da cidade. Ele afirma que a soberania do país "não será dividida nem prejudicada", adicionando que espera que a "Austrália encontre uma maneira de corrigir o erro que cometeu".

    No dia 15 de dezembro, o premiê australiano, Scott Morrison, declarou o reconhecimento Jerusalém Oriental como capital da Palestina e de Jerusalém Ocidental como capital de Israel, após a resolução das controvérsias existentes, com base em uma solução de dois Estados.

    Como reposta à declaração de Morrison, um responsável israelense disse que a decisão de Canberra era "um passo na direção certa", mas que os israelenses esperavam mais.

    Mais cedo, o premiê da Malásia, Mahathir Mohamad, também criticou a decisão da Austrália de reconhecer Jerusalém Ocidental como capital de Israel.

    Por enquanto, ainda não há nenhuma declaração do premiê israelense, Benjamin Netanyahu, em resposta à decisão australiana.

    Mais:

    Austrália reconhece Jerusalém como capital de Israel
    Austrália pode se tornar mais um país a reconhecer Jerusalém como capital de Israel
    Indústria bélica vai perder se Brasil transferir embaixada para Jerusalém, dizem analistas
    Bolsonaro agravará conflito se mudar embaixada para Jerusalém, diz embaixador palestino
    Tags:
    embaixada, reconhecimento, divisão, Scott Morrison, Tzachi Hanegbi, Austrália, Jerusalém Oriental, Jerusalém Ocidental, Israel
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar