16:32 26 Setembro 2021
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    003
    Nos siga no

    As nações do Conselho de Cooperação do Golfo (GCC) não querem que a crise diplomática em torno do Qatar afete o trabalho da organização regional, disse no domingo o ministro das Relações Exteriores saudita, Adel al-Jubeir.

    A declaração foi feita após a cúpula do GCC em Riade. Apesar do convite do rei saudita, o emir do Qatar, Tamim Bin Hamad Al-Thani decidiu abandonar a cúpula, enviando o ministro de estado do país para assuntos estrangeiros em seu lugar.

    "Os membros não querem que a crise em torno do Qatar tenha um impacto negativo no trabalho do conselho", disse Al Jubeir, conforme veiculado pelos canais de TV árabes.

    Ele ressaltou que o Qatar precisa cumprir as condições dos países árabes para abrir o caminho para seu retorno ao trabalho pleno no conselho. O ministro acrescentou que qualquer conflito entre os estados do Golfo deve ser resolvido dentro da organização regional.

    O Qatar está sob bloqueio diplomático e econômico desde junho passado, quando os Emirados Árabes Unidos, Arábia Saudita, Bahrein e Egito, entre outros, romperam relações diplomáticas e comunicação com Doha, acusando-a de apoiar o terrorismo e interferir em seus assuntos internos. Doha refutou as alegações.

    Tags:
    Arábia Saudita, Egito, Emirados Árabes Unidos, Bahrein, Qatar, Doha, Riade, Tamim bin Hamad al-Thani, Conselho de Cooperação do Golfo
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar