02:22 14 Dezembro 2019
Ouvir Rádio
    Militantes do grupo xiita libanês Hezbollah

    Oficial do Hezbollah: nossos mísseis podem atingir qualquer ponto de Israel

    © AP Photo / Mohammed Zaatari
    Oriente Médio e África
    URL curta
    15307
    Nos siga no

    O Hezbollah é capaz de atingir qualquer ponto em Israel com seus mísseis, disse Sheikh Naim Qassem, secretário-geral adjunto do movimento libanês Hezbollah em entrevista ao jornal iraniano al-Vefagh.

    "Não há um único ponto nos territórios ocupados fora do alcance dos mísseis do Hezbollah", disse Qassem.

    Segundo o alto funcionário, os mísseis servem para impedir Israel de iniciar outra guerra com o Líbano, expondo a "frente israelense".

    Qassem comentou também a guerra na Síria, onde o Hezbollah desempenhou um papel ativo na assistência ao governo sírio contra vários agrupamentos terroristas, incluindo o Daesh e Frente al-Nusra (grupos terroristas proibidos na Rússia). O funcionário elogiou as vitórias alcançadas contra os terroristas, mas criticou os EUA por sua suposta obstrução ao processo de paz.

    As tensões entre Tel Aviv e o movimento libanês xiita Hezbollah aumentaram em 4 de dezembro depois que as tropas israelenses lançaram a operação Northern Shield, destinada a destruir túneis do Hezbollah usados, segundo os israelenses, para canalizar militantes e armas na fronteira entre Israel e o Líbano.

    Em 2006, Israel e o Hezbollah travaram uma devastadora guerra de um mês, durante a qual o grupo xiita fez amplo uso de uma rede de túneis para combater as tropas israelenses.

    Desde então, o grupo se gabou de reconstruir sua rede de túneis, mas nunca afirmou claramente que eles seriam usados para ataques contra outro país.

    O Exército do Líbano, por sua vez, qualificou as acusações de Israel como "meras alegações".

    Mais:

    Líbano mantém atenção na fronteira após operação anti-Hezbollah liderada por Israel
    Irã estaria contrabandeando armas para Líbano destinadas ao Hezbollah, diz mídia
    Hezbollah: terroristas por trás dos ataques no sul da Síria recebem 'assistência' dos EUA
    Tags:
    mísseis, Hezbollah, Líbano, Israel
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar