03:08 17 Dezembro 2018
Ouvir Rádio
    George Soros, multimilionário estadunidense

    Organização de Soros irá fechar portas na Turquia após acusações de Erdogan

    © AFP 2018 / Brendan Smialowski
    Oriente Médio e África
    URL curta
    4170

    A organização Open Society Foundations, de George Soros, declarou na segunda-feira (26) a possibilidade de parar de operar na Turquia, dias depois de o presidente turco Tayyip Erdogan ter acusado o bilionário filantropo húngaro-americano de tentar dividir e destruir nações.

    A organização declarou ter sido alvo de "declarações infundadas" na mídia turca, o que tornou impossível a continuidade de seu trabalho.

    Sem contar na investigação contra ela do Ministério do Interior turco na busca de ligação, que foi negada por ela, entre a organização e os protestos no parque Gezi, em Istambul no ano de 2013.

    Um de seus fundadores na Turquia, Hakan Altinay, estava entre as 13 pessoas detidas há 10 dias. Eles foram acusados de apoiar o ativista de direitos humanos preso Osman Kavala em uma tentativa de derrubar o governo por meio de protestos em massa.

    Em um discurso na semana passada, Erdogan ligou essas prisões a Soros. "A pessoa [Osman Kavala], que financiou os terroristas durante os incidentes de Gezi, já está na prisão".

    "E quem está por trás dele? O famoso judeu húngaro George Soros. Este sim é um homem que se dedica a dividir as nações e destruí-las. Ele tem muito dinheiro e está gastando dessa maneira", adicionou Erdogan.

    A organização afirmou que "novas investigações" estavam tentando vinculá-la aos protestos de Gezi cinco anos atrás, acrescentando que "esses esforços não são novos e estão fora da realidade".

    A Open Society Foundations declarou possibilidade de aplicar liquidação legal e encerramento das operações o mais rápido possível.

    Mais:

    'Você não é um democrata cristão': Chefe de Comissão da UE critica premiê húngaro
    Adeus, 'satanás': fundação de George Soros encerra operações na Hungria
    Tags:
    governo, derrubar, detido, acusação, Fundação de George Soros, George Soros, Recep Tayyip Erdogan, Istambul, Turquia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik