03:09 10 Dezembro 2018
Ouvir Rádio
    Voluntários em simulação sobre como reagir a ataque químico em Aleppo (foto de arquivo)

    Rússia confirma ataque com cloro em Aleppo

    © AFP 2018 / Jm Lopez
    Oriente Médio e África
    URL curta
    301

    Químicos militares russos chegaram à cidade síria de Aleppo, onde terroristas dispersaram cartuchos cheios de agentes venenosos neste sábado, disse o porta-voz do Ministério da Defesa da Rússia, general Igor Konashenkov.

    "Grupos dos postos de observação das unidades de radiação, química e proteção biológica com equipamentos especiais localizados na Síria chegaram à área de bombardeio com urgência. Eles trabalham com os feridos levados a instituições médicas, monitoram a situação na área onde os militantes usavam substâncias venenosas", disse Konashenkov.

    Os sintomas dos feridos mostram que, muito provavelmente, as bombas foram preenchidas com cloro, acrescentou.

    "De acordo com dados preliminares confirmados, em particular, pelos sintomas de vítimas envenenadas, as bombas que foram disparadas em áreas residenciais de Aleppo foram preenchidas com cloro", disse o porta-voz.

    0Ele ressaltou que a Rússia já havia chamado a atenção para o fato de que a organização Capacetes Brancos estava tentando organizar provocações com armas químicas na zona desmilitarizada em torno de Idlib para acusar as forças do governo de usar armas químicas contra a população local.

    "Está claro que os Capacetes Brancos estão diretamente ligados a organizações terroristas que operam na Síria e, em particular, na zona de desescalação do Idlib", disse ele.

    Mais:

    Moscou: Capacetes Brancos estão filmando ataque químico falso em Aleppo
    Ministério da Defesa russo: Atirador desconhecido mata soldado sírio na região de Aleppo
    Terroristas disparam mísseis em Aleppo, matando criança e ferindo 13 pessoas
    Israel ataca posições militares sírias em Aleppo
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik