16:49 17 Dezembro 2018
Ouvir Rádio
    Ministro das Relações Exteriores iraniano, Mohammad Javad Zarif

    'Somos culpados pelos incêndios na Califórnia?', ironiza Zarif após apoio dos EUA à Riad

    © Sputnik / Vladimir Pesnya
    Oriente Médio e África
    URL curta
    350

    O ministro iraniano de Relações Exteriores, Mohammad Javad Zarif, denunciou a "declaração vergonhosa sobre as atrocidades sauditas" feita pela Casa Branca, que culpa Teerã por todo o tipo de problemas enfrentados pelos estadunidenses.

    Usando a sua página no Twitter, Zarif ironizou os EUA, perguntando se o Irã seria o culpado pelos incêndios no estado da Califórnia.

    "Sr. Trump bizarramente dedica o primeiro parágrafo de sua declaração vergonhosa sobre as atrocidades sauditas para acusar Irã de todo tipo de malversação que ele possa imaginar. Talvez também seja responsável pelos incêndios na Califórnia, porque não ajudamos a limpar as florestas - assim como os finlandeses fazem?", escreveu Zarif na terça-feira.

    O ministro iraniano estava se referindo à declaração do presidente dos EUA, Donald Trump, explicando porque Washington optou por ficar ao lado de Riad apesar do "crime inaceitável e horrível" de assassinar o jornalista Jamal Khashoggi - que Trump admitiu que o príncipe Mohammed bin Salman "poderia muito bem" ter conhecimento.

    "Eu não vou destruir a economia mundial e não vou destruir a economia do nosso país sendo enganado com a Arábia Saudita", declarou Trump a repórteres na terça-feira.

    Os comentários de Zarif sobre o ajuntamento das florestas foram uma objeção à observação de Trump feita durante sua visita à Califórnia, estado devastado por incêndios florestais. Trump sugeriu que a Finlândia não teve o mesmo problema porque os finlandeses arrecadam a vegetação rasteira que alimenta o incêndio.

    Por sua vez, o presidente finlandês Sauli Niinistö admitiu que discutiu a questão florestal com Trump, mas negou que tenha mencionado qualquer invasão, levando muitos finlandeses - e americanos - a zombar de Trump nas redes sociais.

    Como evidenciado pela declaração de Trump, Washington continua a culpar o Irã por quase todos os males do Oriente Médio, desde o conflito na Síria e a guerra liderada pelos sauditas no Iêmen até o crescente número de mortos ao longo da fronteira entre Israel e Gaza. Até agora, no entanto, o conflito entre Washington e Teerã se tornou uma guerra de palavras nas mídias sociais.

    "As sanções estão chegando", escreveu Trump no Twitter no início de novembro, usando um meme estilo "Game of Thrones". O general Qassem Soleimani, chefe da Força Quds das Guardas Revolucionários Iranianos, respondeu no Instagram com um meme próprio.

    Mais:

    Irã aposta em metais preciosos para enfrentar sanções americanas
    EUA explicam planos de sancionar Irã: 'Espremê-los até que não sobre nada'
    'Solte meu braço!': jornal turco divulga suposto áudio dos últimos momentos de Khashoggi
    Tags:
    sanções, assassinato, diplomacia, incêndios, Qassem Soleimani, Jamal Khashoggi, Mohammad bin Salman, Donald Trump, Mohammad Javad Zarif, Finlândia, Arábia Saudita, Califórnia, Estados Unidos, Irã
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik