17:55 04 Junho 2020
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    1131
    Nos siga no

    As autoridades sírias descobriram numerosas armas em aldeias e vilas na zona rural de Damasco e na região de Quneitra, nas colinas de Golã – áreas que foram recentemente libertadas de militantes e grupos terroristas, reportou a SANA.

    Além das armas, também foram encontrados equipamentos médicos e munições, supostamente de fabricação norte-americana e britânica. A descoberta se deve à cooperação entre as autoridades e os comitês locais de reconciliação nacional em Jibat al-Khashab e nas províncias de Quneitra, Beit Jin, Rif Dimashq, segundo informou a agência de notícias.

    ​Fotos e vídeos mostram rifles de precisão, mísseis TOW, projéteis antitanque fabricados nos EUA, assim como metralhadoras, sistemas antiaéreos, caixas de balas para metralhadoras pesadas, morteiros, equipamento de telecomunicações e uma ampla variedade de equipamentos médicos e laboratoriais importados: desde aparelhos de eletrocardiografia a instrumentos para clínica dentária. 

    ​As Forças Armadas da Síria completaram a libertação de Ghouta Oriental na província de Rif Dimashq no primeiro trimestre deste ano e recuperaram o controle sobre as províncias de Quneitra, Daraa e As-Suwayda alguns meses depois. Em parte, isso foi graças aos esforços do Centro Russo de Reconciliação na Síria no sentido de persuadir os militantes a entregarem suas armas e se mudarem para a província de Idlib, controlada por terroristas, ou, em alternativa, se juntarem à luta contra o Daesh (grupo terrorista proibido na Rússia e em vários outros países) e outras organizações extremistas. 

    ​À medida que continuavam seu avanço, as tropas sírias encontraram grandes estoques de armas fabricadas nos EUA, França, Reino Unido e Israel.

    Mais:

    Militar sírio: após entrega dos S-300 à Síria, Israel já não ataca território do país
    Imprensa síria: ataque da coalizão internacional mata 3 crianças em Deir ez-Zor
    Restrições dos EUA são 'golpe crítico' contra presença iraniana na Síria, diz Israel
    Tags:
    libertação, exército, militantes, terroristas, equipamentos, armas, Quneitra, Ghouta Oriental, EUA, Síria
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar