13:21 16 Outubro 2018
Ouvir Rádio
    Militantes do Al-Shabaab

    Exportações de carvão da Somália pelo Irã rendem milhões ao Al-Shabaab, diz ONU

    © AP Photo/ FARAH ABDI WARSAMEH
    Oriente Médio e África
    URL curta
    371

    O grupo jihadista Al-Shabaab recebe todos os anos milhões de dólares com as exportações de carvão da Somália através de portos iranianos, apesar das restrições da ONU, informou a agência Associated Press citando um relatório não publicado de um grupo supervisor de Nações Unidas para sanções.

    Segundo a fonte, o país africano exporta a cada ano três milhões de sacas de carvão em violação do embargo imposto pelo Conselho de Segurança da ONU com a finalidade de reduzir o fluxo de dinheiro para o Al-Shabaab.

    Observadores da ONU dizem que os portos do Irã são os principais pontos de trânsito, onde os sacos de carvão são marcados como bens de Gana, Costa do Marfim e as Ilhas Comores. Em seguida, o material certificado é transportado pelo Irã e é enviado para Dubai, Emirados Árabes Unidos.

    Segundo o porta-voz da representação iraniana junto à ONU, o país persa "cumpre integralmente as sanções do Conselho de Segurança da ONU contra a Somália e tomou medidas para impedir suas infrações".

    Os observadores também confirmaram que os certificados de carbono são falsos de fato, e o governo não os concedeu. Entretanto, eles concluíram que "eles foram emitidos através de canais oficiais".

    Além disso, indicaram no relatório que o Irã não cooperou suficientemente na investigação.

    O Al-Shabaab, que jurou lealdade ao grupo terrorista Al-Qaeda, passou anos lutando contra o governo de Mogadíscio e as tropas da União Africano (AMISOM) na Somália para impor a sharia (lei islâmica).

    Mais:

    Zakharova: grupo Al-Shabaab planeja ataque com armas químicas na Síria
    Força Aérea dos EUA elimina comandante do grupo radical Al-Shabaab na Somália
    Pentágono: EUA realizaram primeiro ataque contra as posições de Al-Shabaab na Somália
    Tags:
    comércio, violações, sanções, carvão, ONU, Al-Shabaab, Irã, Somália
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik