13:11 30 Maio 2020
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    432
    Nos siga no

    O embaixador da Palestina na Rússia, Abdel Hafiz Nofal, declarou nesta segunda-feira que os palestinos lutarão contra a lei israelense aprovada em julho que qualifica Israel como "Estado para nação judaica"

    "Os palestinos nos territórios ocupados dentro de Israel vão lutar contra esta lei, e estamos confiantes de que o mundo árabe irá apoiar a luta pelos direitos do povo palestino", disse o diplomata.

    Para Nofal, após o reconhecimento de Jerusalém como a capital de Israel por parte de Washington, Tel Aviv realiza uma política cada vez mais agressiva contra a Palestina, similar ao "apartheid" da África do Sul.

    "Não sabemos por que os EUA são tão injustos conosco, os americanos vão muito longe para fazer com que a questão dos refugiados não seja discutida nas negociações", informou o diplomata.

    O embaixador da Palestina também pediu que Moscou desempenhasse um papel decisivo nas negociações entre Palestina e Israel. 

    O projeto de lei do 'Estado para nação judaica' rebaixa o árabe de idioma oficial para língua especial, apesar dos árabes constituírem aproximadamente 20% da população de Israel – 9 milhões de pessoas. Respaldado pelo governo de direita do país, o projeto aclama que "Israel é a pátria histórica do povo judeu e tem direito exclusivo à autodeterminação nacional no país".

    Mais:

    Contra mudança de embaixada dos EUA, Palestina vai ao Tribunal Internacional de Justiça
    Trump defende solução de dois Estados para conflito entre Israel e Palestina
    Adolescente morre na Palestina após ser ferido por soldados de Israel
    Palestina: EUA cortaram ajuda para acabar com protestos por Jerusalém
    Tags:
    Estado, judeu, lei, Palestina, Israel
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar