07:15 15 Outubro 2018
Ouvir Rádio
    Miss Iraque 2015, modelo Tara Fares

    Miss Bagdá é morta a tiros no Iraque

    © Foto: Instagram/Tara Fares
    Oriente Médio e África
    URL curta
    19120

    Coroada Miss Bagdá e Miss Iraque em 2015, a modelo Tara Fares ganhou cerca de 3 milhões de seguidores no Instagram, onde compartilhava fotos que encantavam os fãs e, ao mesmo tempo, contradiziam os valores tradicionais muçulmanos.

    No dia 27 de setembro, a famosa blogueira árabe, de 22 anos de idade, foi morta com dois tiros na cabeça e um no peito enquanto estava em seu carro.

    A mensagem sobre sua morte descrita como um "ato traiçoeiro e covarde" foi postada na sua página do Instagram e atingiu mais de 2,7 milhões de pessoas.

    Poucos dias antes do tiroteio, Fares, que muitas vezes postou fotos consideradas impróprias na sociedade islâmica conservadora, foi eleita uma das personalidades de mídia sociais mais influentes do Iraque.

    De acordo com Kurdistan 24, ela é a terceira mulher ligada à indústria da moda a morrer em Bagdá nos últimos meses. A primeira foi Rafeef al-Yaseri apelidada de "Barbie iraquiana", e a segunda foi a especialista em moda Rasha al-Hassan.

    Uma fonte do Ministério do Interior iraquiano disse à Sputnik Árabe que o homem, que se encontrava dentro do carro de Fares no momento de sua morte, foi detido e que ele abordou o veículo da modelo com uma moto, desaparecendo após o crime. Foi comunicado que o caso está em aberto e que uma investigação está sendo conduzida.

    Mais:

    Modelo russa posa seminua com predadores selvagens (FOTOS, VÍDEO)
    Modelo americana causa alvoroço no Instagram com selfies seminuas (FOTOS, VÍDEO)
    De Ibiza para o mundo: modelo Demi Rose alegra todos sentada em um quadriciclo (FOTOS)
    Nocaute de 'likes': modelo e boxeadora arrasa com FOTOS e VÍDEO de tirar o fôlego
    Tags:
    assassinada, blogueira, mundo muçulmano, beleza, modelo, tiro, Instagram, Bagdá, Iraque
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik