13:03 16 Outubro 2018
Ouvir Rádio
    Israeli Prime Minister Benjamin Netanyahu gives an address at the London Stock Exchange in the City of London, Friday, Nov. 3, 2017.

    Netanyahu: abate do Il-20 russo poderia ter causado consequências mais graves

    © AP Photo / Matt Dunham
    Oriente Médio e África
    URL curta
    12330

    O incidente com o Il-20 russo, abatido sobre o mar Mediterrâneo, poderia ter causado "consequências mais sérias", afirmou o primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu.

    A afirmação foi feita pelo premiê após o encontro com o presidente norte-americano Donald Trump às margens da 73ª sessão da Assembleia Geral da ONU, segundo a rádio estatal israelense Kan. Netanyahu não especificou que consequências exatamente tinha em vista, mas afirmou ter recebido algumas garantias do presidente Trump quanto às ações em curso de Israel contra a presença militar do Irã na Síria.

    "Recebi o que pedi. Eu apresentei pontos específicos e consegui resposta para eles", disse Netanyahu em um briefing sobre a conversa com Trump, citado pelo jornal The Times of Israel

    O político também sublinhou que o país continuará agindo contra o aumento da presença militar do Irã na Síria e, ao mesmo tempo, planeja manter o diálogo com Moscou.

    Em 17 de setembro, um míssil S-200 do sistema de defesa aérea sírio abateu um avião russo Il-20, que estava voltando para a base de Hmeymim. Ao mesmo tempo quatro caças israelenses F-16 atacaram instalações sírias em Latakia.

    Segundo o Ministério da Defesa russo, os pilotos israelenses usaram o avião russo como cobertura, deixando-o sujeito ao fogo do sistema sírio. O incidente resultou na morte de 15 militares russos. A Defesa russa disse que a parte israelense não a tinha avisado sobre a operação planejada na Síria e que a responsabilidade pela derrubada do avião é totalmente de Tel Aviv.

    Além disso, com o fim de proteger seus militares no país árabe, Moscou prometeu enviar sistemas de defesa antiaérea S-300 a Damasco dentro de duas semanas.

    Israel, por sua parte, negou a responsabilidade pelo abate, culpando o Irã e a Síria pelo acontecido.

    Mais:

    Trump defende solução de dois Estados para conflito entre Israel e Palestina
    Sistemas S-300 fornecidos à Síria podem colocar em xeque ações de Israel e dos caças F-35
    Tags:
    abate, derrubada, avião, Il-20, Assembleia Geral da ONU, ONU, Donald Trump, Benjamin Netanyahu, Irã, Síria, Israel, EUA, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik