16:54 15 Outubro 2018
Ouvir Rádio
    Sistema de mísseis Patriot

    Mídia: EUA planejam retirar alguns dos seus sistemas de mísseis do Oriente Médio

    © AFP 2018 / KIM JAE-HWAN
    Oriente Médio e África
    URL curta
    6111

    Os EUA planejam retirar alguns dos seus sistemas de mísseis do Oriente Médio, informou o jornal Wall Street Journal na quarta-feira (26), citando militares norte-americanos.

    Segundo a edição, o Pentágono vai retirar sistemas de mísseis da região no próximo mês.

    Quatro sistemas norte-americanos antimísseis Patriot vão ser retirados da Jordânia, Kuwait e Bahrein, revelou o WSJ, acrescentando que o reposicionamento marca a mudança do foco norte-americano dos duradores conflitos no Oriente Médio e Afeganistão a novos desafios.

    Agora o Pentágono está concentrado nas tensões com a China e a Rússia, acrescentou o jornal, citando militares norte-americanos de alta patente.

    De acordo com os dados do Wall Street Jornal, Washington não planeja substituir os Patriot no Oriente Médio, que pode ser considerado como uma redução significativa da capacidade de defesa na região, porque os sistemas foram usados não apenas para proteger as bases dos EUA, mas também para defender os aliados dos EUA.

    Segundo o Pentágono, cerca de 54.000 militares norte-americanos estão alocados em mais de uma dúzia de países do Oriente Médio, em sete deles os EUA instalaram bases militares. A lista geral inclui Egito, Israel, Síria, Líbano, Turquia, Jordânia, Iraque, Kuwait, Arábia Saudita, Iêmen, Omã, Emirados Árabes Unidos e Bahrein.

    Mais:

    Polônia paga US$ 4,75 bilhões aos EUA pelos sistemas de mísseis Patriot
    Fechada com os S-400 russos, Turquia ainda negocia compra dos Patriot dos EUA
    Sistema norte-americano Patriot é incapaz de interceptar míssil dos houthis
    Tags:
    defesa antiaérea, Patriot, Kuwait, Bahrein, Oriente Médio, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik