15:42 19 Outubro 2018
Ouvir Rádio
    Sistema de mísseis S-300 durante o concurso internacional Chaves do céu no polígono Ashuluk, região de Asrakhan, Rússia (foto de arquivo)

    Sistemas S-300 na Síria alteram psicologia de guerra na região, opina especialista militar

    © Sputnik / Kirill Kalinnikov
    Oriente Médio e África
    URL curta
    5241

    O Ministério das Relações Exteriores da Síria avaliou a importância dos sistemas russos S-300. O especialista militar russo Viktor Baranets comenta o tema em entrevista ao serviço russo da Rádio Sputnik.

    As entregas dos sistemas de defesa aérea S-300 pela Rússia a Damasco faz com que Israel pense duas vezes antes de voltar a atacar o território da República Árabe, declarou o vice-chanceler sírio Faisal Mekdad à agência de notícias chinesa Xinhua.

    Questionado se Israel voltaria a realizar ataques contra a Síria após a transferência dos S-300, Mekdad respondeu que, caso isso aconteça, os sírios irão se defender.

    Na terça-feira (25), as autoridades de Israel ordenaram que as forças armadas do país continuassem a atuar contra as forças iranianas na Síria. Ao mesmo tempo, a coordenação na área de segurança com os militares russos deve ser mantida, diz a declaração da reunião dos principais ministros do governo israelense.

    O embaixador da Liga dos Estados Árabes (LAS, na sigla em inglês) em Moscou, Jaber Habib Jaber, disse à Sputnik que, se a entrega dos sistemas S-300 for utilizada para apoiar o equilíbrio de poder entre Israel e a Síria, então tal decisão beneficiará todos os países árabes.

    "Os países árabes precisam de ter uma vantagem para proteger sua segurança. No mundo árabe, a Rússia é considerada uma fonte confiável de fornecimentos", declarou o diplomata.

    O colunista e analista militar russo Viktor Baranets expressou sua opinião sobre como a situação  poderá se alterar.

    "O surgimento do S-300 na região altera significativamente a psicologia de guerra que existe lá. Porque o S-300 é uma arma bastante moderna. E, claro, as autoridades israelenses entendem que é necessário agir com cautela, a fim de evitar consequências desagradáveis", opinou o especialista.

    "Naquele mesmo dia em que o ministro da Defesa, Sergei Shoigu, anunciou as entregas do S-300 para o Exército sírio, em Israel disseram como eles agiram e como vão agir. Isso realmente significa: como eles bombardearam a Síria e como irão bombardear. Se Israel continuar tendo o patrocínio dos EUA, se continuar com ações de sua aviação na Síria, isso pode causar sérias consequências", concluiu Baranets.

    No dia 24 de setembro, o ministro da Defesa russo, Sergei Shoigu, anunciou medidas para melhorar a segurança dos militares russos na Síria em resposta ao incidente com aeronave russa IL-20, cuja responsabilidade, segundo Moscou, pertence a Israel.

    Mais:

    Rússia poderá fechar espaço aéreo sírio após fornecer S-300, diz chancelaria
    Militar sobre entrega de S-300 russos à Síria: esta ainda não é resposta ao abate do Il-20
    Entrega dos S-300 à Síria aumenta risco aos EUA, diz Departamento de Estado
    Netanyahu diz a Putin que fornecimento de S-300 à Síria aumenta riscos de segurança
    Tags:
    S-300, modernos, entrega, sistema de defesa antiaérea, ameaça, Jaber Habib Jaber, Faisal Mekdad, Sergei Shoigu, Damasco, Síria, Israel
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik