23:28 17 Outubro 2018
Ouvir Rádio
    Tropas da Guarda Revolucionária do Irã em parada do aniversário da guerra com o Iraque

    Guarda Revolucionária do Irã promete vingança 'mortal' contra terroristas, diz imprensa

    © AP Photo / Ebrahim Noroozi, File
    Oriente Médio e África
    URL curta
    9261

    O Corpo de Guardiões da Revolução Islâmica do Irã prometeu neste domingo (23) uma vingança "mortal e inesquecível" contra os atacantes dos militares durante a parada militar em Ahvaz, informa a Reuters citando a mídia iraniana.

    Ontem (22), atiradores desconhecidos abriram fogo contra um desfile militar na cidade iraniana de Ahvaz, no sul do Irã, deixando ao menos 25 mortos e 60 feridos. Dos 25 militares mortos, 12 faziam parte da Guarda Revolucionária, segundo a agência.

    O atentado de sábado se tornou um dos piores ataques de sempre contra as forças de elite iranianas.

    O Movimento Democrático Árabe Patriótico, ligado à Arábia Saudita, teria assumido a responsabilidade pelo ataque em Ahwaz.

    O porta-voz das Forças Armadas iranianas, Abolfazl Shekarchi, teria afirmado porém que que os responsáveis pelo ataque terrorista estavam ligados aos Estados Unidos e a Israel. O chanceler iraniano, Javad Zarif, também acusou os "patrocinadores regionais do terrorismo e seus senhores norte-americanos" de organizar o ataque.

    O líder supremo iraniano, aiatolá Ali Khamenei, também expressou preocupações com o incidente, afirmando que este "é uma continuação das conspirações dos regimes apoiados pelos EUA na região".

    Mais:

    Irã convoca embaixadores da Holanda, Dinamarca e Reino Unido após ataque terrorista
    Ataque terrorista no Irã tem ligação com EUA e Israel, diz porta-voz do Exército iraniano
    Tags:
    parada militar, mortos, ataque, Corpo de Guardiões da Revolução Islâmica, Guarda Revolucionária do Irã, Abolfazl Shekarchi, Aiatolá Ali Khamenei, Ahvaz, Oriente Médio, Irã
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik