00:35 18 Outubro 2018
Ouvir Rádio
    Líder supremo iraniano, Ali Khamenei, discursa em reunião em Teerã, Irã, outubro de 2017

    Líder supremo iraniano acusa países 'apoiados pelos EUA' por ataque terrorista

    © AP Photo/ Sem credencial
    Oriente Médio e África
    URL curta
    583

    O líder supremo iraniano, aiatolá Ali Khamenei, acusou os países da região "apoiados pelos EUA" de serem responsáveis pelo ataque terrorista na cidade de Ahvaz, no sudoeste do país.

    "O incidente trágico e dilacerante do martírio de um grupo de nossas pessoas em Ahvaz às mãos de terroristas mercenários expôs mais uma vez a atrocidade e maldade dos inimigos da nação Iraniana […] Seu crime é uma continuação das conspirações dos regimes apoiados pelos EUA na região que visam criar insegurança no nosso querido país", lê-se no comunicado no site oficial de Khamenei.

    O líder supremo iraniano também expressou sua solidariedade às famílias das vítimas.

    O presidente iraniano, por sua vez, também exprimiu as suas condolências e ordenou que o Ministério da Inteligência iraniano mobilize todo o aparato militar e de segurança para identificar rapidamente os responsáveis pelo ataque.

    Em 22 de setembro atiradores desconhecidos abriram fogo contra um desfile militar na cidade iraniana de Ahvaz, deixando ao menos 25 mortos e 60 feridos. O porta-voz das Forças Armadas iranianas, Abolfazl Shekarchi, disse que os militantes responsáveis pelo ataque terrorista estavam ligados aos Estados Unidos e a Israel. O chanceler iraniano, Javad Zarif, também acusou os "patrocinadores regionais do terrorismo e seus senhores norte-americanos" de terem organizado o ataque.

    Mais:

    OPEP pode aumentar produção de petróleo para conter aumento do produto após sanções ao Irã
    Irã seguirá no acordo nuclear enquanto lucrar com o seu petróleo, diz Zarif
    Ex-ministro da Defesa diz que o Irã tem mísseis mais precisos do que o russo S-300
    Tags:
    ataque terrorista, vítimas, Aiatolá Ali Khamenei, Mohammad Javad Zarif, Irã, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik