00:01 18 Outubro 2018
Ouvir Rádio
    Situação em Deir-ez Zor

    Coalizão dos EUA teria retirado combatentes do Daesh de Deir ez-Zor

    © Sputnik / Mikhail Alaeddin
    Oriente Médio e África
    URL curta
    9111

    A coalizão internacional encabeçada pelos EUA retirou vários militantes do agrupamento terrorista Daesh, proibido na Rússia e em outros países, da província síria de Deir ez-Zor, comunica a mídia síria, citando fontes locais.

    De acordo com a agência SANA, os militares da coalizão efetuaram um desembarque perto da aldeia de Al-Murashida, onde estão concentradas as forças do Daesh, e levaram "funcionários" do agrupamento em direção desconhecida.

    Os EUA e seus aliados têm travado uma operação contra o Daesh nos territórios da Síria e do Iraque desde 2014 sem aval por parte de Damasco.

    No início de setembro, os militantes atacaram as posições do exército sírio à distância de 36 quilômetros a leste de Palmira. Eles tentaram avançar desde a região de Al-Tanf. Dois militantes foram mortos, outros dois ficaram reféns e deram depoimentos. Particularmente, eles contaram como planejavam efetuar uma série de atentados em Palmira e garantir o acesso à cidade aos outros terroristas.

    Ainda de acordo com o depoimento, os militantes pertenciam ao agrupamento Leões Orientais, integrado por cerca de 500 homens. Aliás, seu campo de treinamento se situava junto à região de Al-Tanf, ou seja, perto de uma base militar estadunidense. Um dos terroristas capturados contou que seu grupo tinha sido treinado inclusive por instrutores dos EUA e abastecido com armas e munições produzidos no mesmo país.

    Mais:

    Enviado russo: número de terroristas do Daesh no Afeganistão pode chegar a 10 mil
    Autoridades alemãs prendem suspeito vinculado ao Daesh que retornou da Síria
    Forças Democráticas da Síria iniciam ofensiva contra restos do Daesh no nordeste da Síria
    Tags:
    terrorismo, Daesh, EUA, Deir ez-Zor, Síria
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik