13:44 23 Outubro 2018
Ouvir Rádio
    Veículos blindados norte-americanos na Síria

    Politólogo detalha como Síria se tornou 'projeto desvantajoso' para Washington

    © AP Photo / Hussein Malla
    Oriente Médio e África
    URL curta
    6160

    O presidente dos EUA, Donald Trump, declarou que em breve tomará uma decisão sobre a presença das tropas norte-americanas na Síria. Para o cientista político Oleg Matveichev, Washington se encontra em uma situação muito difícil.

    Na terça-feira (18), Donald Trump declarou que em breve Washington vai tomar uma decisão sobre sua presença na Síria.

    Entretanto, o cientista político e professor da Escola Superior de Economia da Rússia, Oleg Matveichev, em entrevista ao serviço russo da Rádio Sputnik, revelou que a Síria se tornou "um projeto desvantajoso" para os EUA, que deve ser concluído por eles de alguma forma. 

    "Washington se encontra em uma situação muito difícil. É evidente que não é possível, em caso algum, realizar os planos nos quais apostava a administração antiga. Não se trata apenas da postura da Rússia, mas também da postura solidária dos maiores atores regionais donos dos maiores exércitos – o Irã e a Turquia."

    Para Matveichev, as chances de os EUA criarem novo plano se esgotaram, porque o projeto sírio já se tornou desvantajoso para eles. E o problema principal é salvar sua reputação.

    "As propostas russas sobre solução política na Síria poderia ajudar os norte-americanos a 'salvar a cara': realizar mudanças através de reunião constitucional, garantindo eleição de novos órgãos do governo. É uma opção, que pode servir a todos", acrescentou ele.

    Respondendo à pergunta quando os EUA começariam a desenvolver planos certos de retirada de suas tropas da Síria, Matveichev opinou que isso não vai ocorrer antes das eleições no Congresso dos EUA em novembro de 2018.

    "Se os republicanos conseguirem ganhar as eleições, é possível realizar sua saída indolor [da Síria]", concluiu.

    Mais:

    Putin: Rússia garantirá segurança adicional a militares na Síria após incidente com Il-20
    Base de Hmeymim, na Síria, perde contato com tripulação de avião russo
    Tags:
    presença militar, guerra civil, base militar, Donald Trump, Síria, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik