14:49 18 Novembro 2018
Ouvir Rádio
    Fábrica de armas químicas em Aleppo

    Terroristas entregam barris de cloro em Idlib para ataques com armas químicas

    © Sputnik / Nour Molhem
    Oriente Médio e África
    URL curta
    3112

    Terroristas do grupo Tahrir al-Sham entregaram vários barris com gás cloro na aldeia de Basankul, na província de Idlib, na Síria, para realizar um ataque químico com produtos químicos falsos, informou o Centro de Reconciliação Síria do Ministério da Defesa da Rússia no sábado.

    Na sexta-feira, o ministro das Relações Exteriores da Rússia, Serge Lavrov, disse que eles eram terroristas controlando que eles estavam recebendo fora da Síria. De acordo com Lavrov, a situação na região está sendo agravada pelo fato de que os terroristas usam os civis que residem na área como um escudo humano.

    "Militantes de Hayat Tahrir al-Sham entregaram vários contêineres com cloro no assentamento de Basankul, na província de Idlib", disse no sábado o chefe do centro russo de reconciliação síria, general Vladimir Savchenko. O centro pede que os líderes dos grupos armados da oposição se abstenham de provocações, o que prejudicaria o processo político, acrescentou.    

    Além disso, Lavrov disse na sexta-feira que a Rússia vem fornecendo informações diariamente sobre os preparativos feitos por terroristas para realizar um ataque químico em Idlib.

    As tensões na região aumentaram recentemente em meio a relatos de um ataque químico planejado. A Rússia acredita que este poderia ser um ataque de bandeira falsa por parte de terroristas, buscando provocar uma intervenção ocidental no país, já que os estados ocidentais já atacaram Damasco por supostos ataques a civis.

    Tags:
    armas químicas, Rússia, Síria, Idlib
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik