04:09 23 Setembro 2018
Ouvir Rádio
    Ministro de Relações Exteriores da Turquia, Mevlut Cavusoglu

    Turquia apela ao Ocidente para prevenir ataques em Idlib

    © AFP 2018 / ADEM ALTAN
    Oriente Médio e África
    URL curta
    274

    Ancara apelou aos Estados do Ocidente e à comunidade global em geral para prevenir quaisquer operações militares na província de Idlib, disse nesta terça-feira (11) o porta-voz presidencial turco, Ibrahim Kalin.

    "Nós chamamos a comunidade global, os Estados ocidentais e os Estados Unidos para cooperar para prevenir possíveis ataques contra Idlib. Nós esperamos que nos próximos dias todos os lados se juntem a esse processo com objetivo construtivo e cheguem a um acordo de uma decisão política que remova os obstáculos para uma solução [pacífica] em Idlib", disse Kalin a repórteres.

    A Turquia, ao lado da Rússia do Irã, é um garantidor do cessar-fogo no regime sírio. Mais cedo nesta terça-feira (11), o ministro das Relações Exteriores da Turquia, Mevlut Cavusoglu, disse que Ancara pretendia cooperar com todos os seus parceiros para garantir uma solução pacífica na Síria.

    A presença de grupos terroristas em Idlib continua sendo um ponto de pressão na negociação, mesmo após Damasco ter conseguido eliminar militantes de boa parte dos territórios do país ao longo dos anos de guerra civil.

    No final de agosto, a Rússia alertou que terroristas operando em Idlib estariam preparando um ataque falso com armas químicas para promover uma intervenção externa de países ocidentais. Na segunda-feira (10), o conselheiro de segurança nacional dos EUA, John Bolton, anunciou que Washington, Londres e Paris dariam uma resposta "forte e unida" em caso de uso de armas químicas pelo governo sírio.

    Mais:

    Moscou alerta EUA e aliados sobre 'medidas perigosas' na Síria
    Acusações sobre armas químicas na Síria visam 'manipular percepção pública'
    Forças Democráticas da Síria iniciam ofensiva contra restos do Daesh no nordeste da Síria
    Síria 'se prepara para enfrentar' outro ataque dos EUA
    EUA e aliados ameaçam ataque 'muito mais forte' caso Síria use armas químicas
    Tags:
    Guerra da Síria, Ibrahim Kalin, Mevlut Cavusoglu, John Bolton, Damasco, Ancara, Turquia, França, Paris, EUA, Síria, Rússia, Reino Unido
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik