11:19 20 Novembro 2018
Ouvir Rádio
    Presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, em foto de arquivo

    Erdogan: ataque a Idlib pode desencadear crise de segurança internacional

    © REUTERS / Umit Bektas
    Oriente Médio e África
    URL curta
    18424

    O presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, disse em artigo publicado hoje no Wall Street Journal que a comunidade internacional precisa agir para prevenir um ataque a Idlib, o último enclave rebelde na Síria. Do contrário, segundo ele, todo o mundo vai "pagar o preço".

    No último domingo, o porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov, disse em entrevista à Sputnik que o presidente russo, Vladimir Putin, e o seu homólogo turco tinham concordado em manter o diálogo com foco no conflito sírio e, especialmente, na situação na zona de desescalada de Idlib, na sequência do encontro entre os representantes de Rússia, Turquia e Irã em Teerã, no último final de semana.

    De acordo com o Wall Street Journal, Washington estaria ponderando sobre atacar forças russas ou iranianas na Síria caso essas ajudem as tropas leais ao presidente sírio, Bashar Assad, na possível ofensiva em Idlib, a qual, segundo Ancara, poderia levar a um verdadeiro banho de sangue.

    "Síria, Rússia e Irã devem saber que os Estados Unidos e o resto do mundo estão assistindo bem de perto e tomarão ações apropriadas se um novo massacre ocorrer em Idlib", disse o representante do Pentágono Sean Robertson em entrevista à Sputnik nesta segunda-feira.

    Mais:

    Alemanha diz não ‘especular' sobre possível ataque contra Síria ao lado dos EUA
    'Ocidente cometeu erro estratégico em relação à Síria'
    EUA querem controlar Síria para favorecer Israel, diz chanceler sírio
    Quais são as chances de Washington atacar posições russas na Síria?
    Tags:
    The Wall Street Journal, Recep Tayyip Erdogan, Idlib, Síria, Rússia, EUA, Turquia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik