08:35 16 Dezembro 2018
Ouvir Rádio
    Soldados nigerianos exibem bandeira do Boko Haram apreendida na retomada da cidade de Damasak, em 18 de março de 2015

    Confronto com o Boko Haram mata ao menos 30 soldados nigerianos

    © REUTERS / Emmanuel Braun
    Oriente Médio e África
    URL curta
    0 01

    Pelo menos 30 soldados nigerianos morreram em combate com os jihadistas do Boko Haram que invadiram uma base militar no nordeste, perto da fronteira com o Níger, disseram duas fontes militares neste sábado.

    Dezenas de jihadistas em caminhões invadiram a base na vila de Zari, no norte do estado de Borno, na quinta-feira passada, e a apreenderam brevemente após uma feroz batalha, disseram eles.

    "Eles vieram em grande número em caminhões e carregando armas pesadas e soldados engajados em uma batalha que durou uma hora", disse um oficial militar, em entrevista à Agência AFP.

    "Perdemos pelo menos 30 homens", acrescentou o oficial, informando ainda que o ataque ocorreu por volta das 16h.

    "Eles oprimiram as tropas que foram forçadas a retirar-se temporariamente antes que os reforços chegassem", completou o mesmo oficial, que pediu para não ser identificado porque não estava autorizado a falar.

    A Boko Haram intensificou os ataques contra alvos militares nos últimos meses. Os ataques parecem minar repetidas reivindicações dos militares de que o Boko Haram foi derrotado.

    Os militantes pegaram armas e equipamentos militares antes de serem empurrados para fora da base por tropas com apoio aéreo, disse uma segunda fonte militar que deu o mesmo número de mortos.

    Os militantes foram perseguidos e bombardeados por um jato de combate, comentaram as fontes militares.

    "Os terroristas também sofreram uma grande baixa do bombardeio", declarou um dos oficiais militares.

    Zari está localizado a 30 quilômetros da cidade de Damasak, na fronteira com o Níger. Acredita-se que os jihadistas atacaram a base da aldeia vizinha de Garunda, onde 17 soldados foram mortos e 14 feridos em um ataque a outra base militar no mês passado, disseram as fontes.

    Em um comunicado divulgado na sexta-feira, as Forças Armadas nigerianas confirmaram que as tropas lutaram contra os "insurgentes" do Boko Haram, para saquear a comunidade e extorquir dinheiro dos moradores.

    A insurgência do Boko Haram, que está em seu nono ano, deixou 20 mil mortos e desalojou 2,6 milhões. Soldados e civis também foram alvejados em ataques separados no vizinho Chade e no Níger.

    Mais:

    Tropas nigerianas eliminaram 107 terroristas do Boko Haram em dois dias
    Nigéria fará julgamento coletivo a portas fechadas de 2.300 membros do Boko Haram
    Comando militar da Nigéria: 'Boko Haram perdeu a guerra'
    Tags:
    jihadismo, violência, terrorismo, Boko Haram, Níger, Borno, Nigéria
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik