23:02 18 Setembro 2018
Ouvir Rádio
    Ataque aéreo de Idlib,10 de setembro de 2016

    Lavrov sobre situação em Idlib: Síria tem direito de tirar terroristas de seu território

    © REUTERS / AMMAR ABDULLAH
    Oriente Médio e África
    URL curta
    4211

    Segundo informou o ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov, não há dúvidas de que na província de Idlib está sendo planejada uma provocação com uso de armas químicas.

    A Rússia possui fatos disso e eles foram entregues à ONU e à Organização para a Proibição de Armas Químicas (OPAQ).

    Ele acrescentou que Damasco tem todo o direito de expulsar os terroristas de seu território. 

    "Fui perguntado se os acordos entre a Rússia e a Turquia foram alcançados, mas vocês se esqueceram de mencionar a República Árabe Síria. Principalmente o que diz respeito às autoridades legítimas da Síria, que têm todo o direito de preservar sua soberania e expulsar e liquidar [qualquer] ameaça terrorista de seu território", declarou Lavrov, respondendo à pergunta sobre a regularização da situação em Idlib.  

    Terroristas se opõem à separação da oposição em Idlib e tentam de todas as maneiras não permitir a saída da posição moderada dessa região, comentou o ministro. 

    "Nessa região, nessa zona de desescalada tem que haver separação das oposições militares, prontas para o diálogo com o governo, dos terroristas da organização Frente al-Nusra [proibida na Rússia e em outros países] e outras organizações reconhecidas como terroristas pelo Conselho de Segurança da ONU. Os terroristas se opõem a esta separação", informou. 

    Lavrov observou que os terroristas "tentam por meio financeiro e de outras maneiras, incluindo a intimidação, de não permitir que as formações militares que fazem parte da Frente al-Nusra […] saiam dessa região e as obrigam até mesmo a cooperar com eles".

    Além disso, ele mencionou que as negociações sobre a criação dos corredores humanitárias na província síria de Idlib estão em andamento. 

    "Ontem, o ministro sírio mais uma vez enfatizou que o governo da Síria faz tentativas de estabelecer pacificação local na área de Idlib para chegar a um acordo com aqueles povoados, com aqueles bairros de cidades, onde as autoridades locais se demonstram prontas para isso, ou com aqueles que controlam o território", disse o ministro. 

    "As negociações sobre a criação dos corredores humanitários também estão em andamento", acrescentou. 

    O chanceler russo salientou que Moscou está pronta para fortalecer a cooperação mútua entre a Rússia e os EUA em relação à Síria – tanto no setor militar como político.

    "Estamos interessados em garantir que a nossa cooperação sobre a resolução da crise naquela parte do Oriente Médio e do norte da África seja mais objetiva, mais focada para a regularização do acordo, inclusive no setor político", ressaltou. 

    "Estaremos prontos para avançar naquela direção, enquanto o lado americano considerar isso possível para nós", acrescentou o ministro.

    Mais:

    Chanceler sírio: Damasco dá últimos passos para esmagar terroristas na Síria
    Por que Trump se prepara para novo ataque contra Síria?
    Rússia espera que os EUA atuem para evitar ataques químicos na Síria, diz embaixador
    Tags:
    negociações, pacificação, cooperação, corredores humanitários, terroristas, Conselho de Segurança da ONU, ONU, OPAQ, Sergei Lavrov, Idlib, Síria, EUA, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik