07:36 14 Dezembro 2018
Ouvir Rádio
    Ataque da coalizão liderada pelos EUA na Síria (arquivo)

    Número de civis mortos por coalizão dos EUA na Síria e no Iraque chega a 1.061

    © AP Photo / Maya Alleruzzo
    Oriente Médio e África
    URL curta
    201

    A Força-Tarefa Conjunta Combinada — Operação Resolução Inerente (CJTF-OIR), liderada pelos Estados Unidos, confirmou a morte de pelo menos 1.061 civis em decorrência de ataques realizados pela coalizão na Síria e no Iraque, onde os EUA e dezenas de aliados lutam há quatro anos contra o grupo terrorista Daesh, o autoproclamado Estado Islâmico.

    "Com base nas informações disponíveis, a CJTF-OIR avalia que pelo menos 1061 civis foram involuntariamente mortos por ataques da coalizão desde o início da Operação Resolução Inerente", disse a coalizão em comunicado divulgado nesta quinta-feira. "Um total de 216 relatórios ainda estão abertos."

    O levantamento apresentado inclui todas as baixas confirmadas desde o início da campanha, em agosto de 2014 [antes da formalização da Operação Resolução Inerente, ocorrida em outubro], até o mês passado. Nesse período, a coalizão teria realizado um total de 29.920 ataques. 

    Composta por cerca de 70 países, a Força-Tarefa Conjunta Combinada — Operação Resolução Inerente conduz operações militares contra o Daesh no Iraque em cooperação com as forças oficiais iraquianas. Na Síria, no entanto, as atividades são desenvolvidas sem a autorização do governo nacional ou do Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas.  

    Mais:

    Anistia Internacional: Coalizão liderada pelos EUA na Síria não consegue proteger civis
    Ataques aéreos da coalizão internacional matam cerca de 30 civis na Síria
    Coalizão reconhece a morte de 939 civis na Síria e no Iraque
    Tags:
    baixas, mortes, civis, Estado Islâmico, Daesh, CJTF-OIR, EUA, Iraque, Síria
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik