22:28 24 Setembro 2018
Ouvir Rádio
    Manifestantes iranianos queimam representações da bandeira dos EUA durante um protesto em frente à ex-embaixada dos Estados Unidos em resposta à decisão do presidente Donald Trump de desistir do acordo nuclear e renovar as sanções a Teerã.

    Irã diz que EUA aprenderão uma lição inesquecível se atacarem o país

    © AP Photo / Vahid Salemi
    Oriente Médio e África
    URL curta
    9140

    O vice-comandante do Exército dos Guardiões da Revolução Islâmica (IRGC), general de brigada Rasoul Sanayee, alerta que os EUA aprenderão uma lição inesquecível caso comecem uma guerra contra o Irã.

    O general afirmou à agência iraniana de notícias Fars que está prevenindo todos os "inimigos belicosos" contra a realização de ataques contra o Irã, pois todos eles aprenderão uma lição inesquecível. Além disso, ele alertou que os EUA não devem entrar em guerra com o Irã, pois isso custará muito caro para Washington já que as forças de Teerã causarão sérios danos às forças americanas, além de prometer que é o Irã quem vai determinar o fim da guerra.

    Os navios iranianos fazem parte nas manobras no estreito de Ormuz (Uma foto de arquivo)
    © AFP 2018 / EBRAHIM NOROOZI / JAMEJAM ONLINE
    Ele adicionou ainda que os EUA não terão aliados na Europa, pois em caso de uma eventual guerra o Irã aumentará o preço do petróleo, o que irá criar grandes despesas aos países europeus. Também acrescentou que as forças defensivas do Irã alcançaram um alto nível nos últimos anos, prometendo ensinar uma lição inesquecível a qualquer país que atacar o Irã.

    As relações entre Washington e Teerã ficaram tensas desde que os EUA se retiraram do acordo internacional sobre o programa nuclear do Irã, em que este país havia se comprometido a não produzir armas nucleares, enquanto que os EUA se comprometeram a suspender as sanções econômicas, mas ao abandonar o acordo as sanções foram reintroduzidas e, além disso, os EUA estão pressionando seus aliados a suspenderem a comercialização do petróleo iraniano.

    Mais:

    Se Irã fechar estreito de Ormuz, ONU poderá autorizar ação militar, diz assessor saudita
    Guarda Revolucionária: Irã tem pleno controle do golfo Pérsico e estreito de Ormuz
    Irã promete ajudar a Síria no desenvolvimento de armamento
    Tags:
    alerta, EUA, inimigos, guerra, Irã
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik