23:50 24 Setembro 2018
Ouvir Rádio
    Funcionário conta notas de lira turca em casa de câmbio de Istambul, Turquia.

    Lira turca atinge cotação mais baixa em 2 semanas

    © REUTERS / Murad Sezer
    Oriente Médio e África
    URL curta
    433

    A lira turca caiu nesta quarta-feira (29) para sua cotação mais baixa em relação ao dólar americano em duas semanas, apesar das tentativas de Ancara de tranquilizar os investidores depois que a agência de classificação de risco Moody's rebaixou as notas de crédito de 20 instituições financeiras da Turquia.

    A moeda já havia sido atingida por preocupações com a política monetária do presidente Recep Tayyip Erdogan, mas despencou ainda mais neste mês, depois de uma discussão pública com os Estados Unidos.

    A lira perdeu quase um quarto de seu valor em relação ao dólar no mês passado e mais de 40% desde janeiro.

    A Moody's rebaixou a nota de 18 bancos turcos — inclusive de dos dois maiores fornecedores de crédito do país, o Denizbank e o Is Bank

    Na quarta-feira, o Banco Central turco reiterou que forneceria aos bancos "toda a liquidez de que precisavam" e aumentou os limites de empréstimo para as instituições financeiras. 

    O escritório de estatísticas da Turquia também anunciou que o índice de confiança econômica caiu para 83,9 em agosto, ante 92,2 em julho e 104,9 em janeiro. É o menor valor desde março de 2009.

    Novos dados também mostraram que as importações diminuíram 9,4% em comparação com julho de 2017.

    Mais:

    Turquia critica EUA por comportamento inadequado em relação aos sistemas russos S-400
    Turquia continua sob pressão americana pela aquisição do sistema russo S-400
    Partido Francês: É pouco provável que Macron busque parceria com Rússia e Turquia
    Jornalista retorna para a Alemanha após ser presa na Turquia sob acusação de terrorismo
    'Inaceitável': porta-voz de Erdogan detona desrespeito dos EUA pela Turquia
    Rússia começará a fornecer S-400 à Turquia em 2019, diz empresa estatal
    Tags:
    Turquia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik