03:53 22 Setembro 2018
Ouvir Rádio
    Ashraf Ghani em Cabul

    Presidente do Afeganistão oferece cessar-fogo ao Talibã

    © REUTERS / Mohammad Ismail
    Oriente Médio e África
    URL curta
    651

    O presidente afegão, Ashraf Ghani, declarou um cessar-fogo provisório de três meses com o Talibã em uma transmissão televisiva neste domingo (19), mas disse que a trégua só acontecerá se os insurgentes também a obedecerem.

    O anúncio ocorre após uma sangrenta semana de combates em todo o Afeganistão, em que o Talibã lançou um ataque massivo contra a capital da província, Ghazni, a apenas duas horas de carro de Cabul.

    Havia expectativa pelo pronunciamento de Ghani, após sinais mistos do palácio presidencial sobre se o governo ofereceria um novo cessar-fogo, após uma breve trégua no início deste ano.

    "Mais uma vez eu anuncio um cessar-fogo de amanhã até o aniversário do profeta — desde que o Talibã retribua", disse Ghani, referindo-se ao aniversário do profeta Maomé, que o Afeganistão celebra em 21 de novembro.

    O anúncio do presidente foi imediatamente bem-vindo no vizinho Paquistão, que há muito é acusado de fomentar laços com a liderança do Talibã e proporcionar refúgio a seus combatentes.

    Um cessar-fogo anterior de três dias pelo feriado do Eid em junho — o primeiro cessar-fogo formal no país desde a invasão dos EUA em 2001 — foi marcado por milhares de cidadãos saindo de suas casas e convivendo em público.

    O cessar-fogo estimulou a esperança de que um novo caminho se abrisse para possíveis negociações de paz no país até o fim da guerra de quase 17 anos, mas a violência aumentou nas semanas seguintes.

    A luta de vários dias por Ghazni, que terminou na quarta-feira, matou centenas de pessoas e viu combatentes do Talibã saquearem a capital da província, incendiando edifícios e destruindo sua infrastrutura.

    Essa batalha coincidiu com ataques a instalações do governo em todo o país.

    Mais:

    Nova unidade americana de treinamento expõe velhos problemas no Afeganistão
    'Sistema ganancioso e controlador' impulsiona ocupação implacável dos EUA no Afeganistão
    Bem no alvo: atirador de elite supostamente mata líder do Daesh no Afeganistão
    Mídia: talibãs atacam cidade de Ghazni no centro do Afeganistão
    Explosão ocorrida no Afeganistão resulta em mais de 10 vítimas
    Tags:
    Talibã, Ashraf Ghani, Afeganistão
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik