22:05 10 Dezembro 2018
Ouvir Rádio
    Refinaria de gás em Asalouyeh, Irã

    'Não estamos em um beco sem saída', diz Irã sobre sanções dos EUA

    © AP Photo / Vahid Salemi
    Oriente Médio e África
    URL curta
    5141

    O Irã afirmou neste sábado (18) que irá resistir às sanções econômicas impostas pelos Estados Unidos - e ressaltou que sua economia não está em apuros.

    "É um momento crítico para a nossa economia, mas não estamos num beco sem saída", disse o vice-presidente, Eshagh Jahangiri, à agência de notícias estatal IRNA.

    "Este país tem muitos recursos humanos e naturais em que podemos confiar."

    "O tamanho de nossos recursos de petróleo e gás é o número um no mundo. Em minerais e metais, estamos entre os 10 principais países", disse Jahangiri.

    Washington saiu recentemente do acordo nuclear iraniano — que retirou sanções contra Teerã em troca de restrições em seu programa nuclear.

    A decisão foi do presidente Donald Trump, que aplicou sanções contra o Irã. Foram alvos de Trump os seguintes setores: comércio de ouro e outros metais preciosos, compras de dólares americanos e a indústria automobilística.

    O presidente dos EUA, Donald Trump, disse que uma nova rodada de sanções será imposta em novembro, visando as vendas de petróleo do Irã.

    O líder supremo do Irã, aiatolá Ali Khamenei, rejeitou na semana passada a oferta de conversas de Trump.

    A moeda rial, do Irã, perdeu cerca de metade de seu valor desde abril, impulsionada principalmente pela forte demanda por dólares entre os iranianos comuns que tentam proteger suas economias.

    Mais:

    Brasil sofre por tabela na guerra das sanções dos EUA contra o Irã
    Marinha do Irã faz história ao instalar sistema antimísseis nacional em destróieres
    Liga Árabe se opõe às ameaças do Irã em bloquear navegação no Estreito de Ormuz
    EUA criam 'Grupo de Ação para Irã' para criar política de negociação com Teerã pós-sanções
    Israel se juntará à OTAN 'árabe' contra Irã?
    Do dólar ao ouro: como Irã está contornando sanções americanas ao setor petrolífero
    Tags:
    Eshagh Jahangiri, Estados Unidos, Irã
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik