02:45 22 Outubro 2019
Ouvir Rádio
    Soldado norte-americano, à esquerda, sentado em veículo blindado perto da tensa linha de frente entre o Conselho Militar de Manbij, apoiado pelos EUA, e os combatentes apoiados pelos turcos, em Manbij, norte da Síria, 4 de abril de 2018

    Refugiados sírios temem voltar a Palmira devido à presença dos EUA

    © AP Photo / Hussein Malla
    Oriente Médio e África
    URL curta
    12156
    Nos siga no

    Refugiados sírios temem o retorno à cidade síria de Palmira, na província de Homs, enquanto as forças dos EUA ainda estiverem nas proximidades da região, assim como militantes do Daesh, disse governador regional.

    "Poucas pessoas retornaram — apenas 200 famílias […]. As pessoas estão preocupadas, elas temem voltar a Palmira, assim como a Sukhnah, porque estão perto da base aérea dos EUA de At Tanf. Lá ainda há tropas dos EUA, assim como unidades do Daesh vagando pelo deserto", disse Talal Barazi.

    Ele ainda acrescentou que os sírios se sentiriam seguros apenas quando o Daesh tivesse sido eliminado e os soldados dos EUA tivessem deixado At Tanf.

    A Síria está mergulhada em uma guerra civil desde 2011, com o governo lutando contra inúmeros grupos de oposição e organizações terroristas. As forças sírias, com o apoio da Rússia, reconquistaram o controle sobre Palmira em março de 2017.

    O Daesh, assim como outras organizações terroristas, foi banido do território russo.

    Mais:

    Turquia está prestes a realizar novas operações militares na Síria, diz Erdogan
    Forças russas derrubam 2 drones de terroristas na Síria
    Rússia registra violações do cessar-fogo na Síria
    Explosão em depósito de armas na Síria teria matado 39 pessoas, inclusive crianças
    Tags:
    Guerra da Síria, Daesh, Talal Barazi, At Tanf, Estados Unidos, Síria, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar