10:26 15 Agosto 2018
Ouvir Rádio
    Fumaça subindo após um ataque aéreo de Israel na parte central da Faixa de Gaza, 20 de junho de 2018

    Aviões israelenses atacam contra mais de 100 alvos em Gaza

    © REUTERS / Ibraheem Abu Mustafa
    Oriente Médio e África
    URL curta
    555

    Jatos israelenses atacaram mais de uma centena de alvos estratégicos da noite para o dia pertencentes a militantes do Hamas no enclave palestino de Gaza, disseram as Forças de Defesa de Israel na quinta-feira.

    Os ataques aéreos supostamente vieram em retaliação após 150 foguetes disparados contra Israel na noite de quarta-feira, dos quais 25 foram abatidos pelo sistema de defesa "Domo de Ferro".

    ​"Nós respondemos visando uma fábrica de cimento usada pelo Hamas para construir túneis, um túnel marítimo e vários locais de terrorismo em complexos militares", twittou o IDF.

    Mais cedo, o enviado especial dos EUA ao Oriente Médio, Jason Greenblatt, criticou as ações do Hamas na manhã de quinta-feira. Em um tweet Greenblatt escreveu: "O regime do Hamas está lançando foguetes contra as comunidades israelenses. Outra noite de terror e famílias se amontoam de medo enquanto Israel se defende".

    "Esta é a escolha do regime do Hamas. O Hamas está submetendo as pessoas às terríveis condições de guerra novamente", continuou ele.

    O enviado das Nações Unidas para o Oriente Médio, Nikolay Mladenov, divulgou um comunicado na noite de quarta-feira sobre a escalada entre Israel e Gaza. "Estou profundamente alarmado com a recente escalada… particularmente pelos múltiplos foguetes disparados contra as comunidades no sul de Israel".

    "Há meses venho advertindo que a crise humanitária, de segurança e política em Gaza arrisca um conflito devastador que ninguém quer. A ONU se envolveu com o Egito e todas as partes envolvidas em um esforço sem precedentes para evitar tal desenvolvimento", completou.

    Tags:
    Forças de Defesa de Israel (FDI), Hamas, Nações Unidas, Nikolay Mladenov, Jason Greenblatt, Palestina, Oriente Médio, Israel
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik