20:03 12 Novembro 2018
Ouvir Rádio
    O chefe do Estado-Maior General das  Forças Armadas da Rússia, general Valery Gerasimov é visto em 16 de maio durante uma reunião do Ministério da Defesa com o presidente Vladimir Putin

    Ministério da Defesa da Rússia confirma ter enviado proposta sobre Síria a Washington

    © Sputnik / Mikhail Klimentiev
    Oriente Médio e África
    URL curta
    15233

    Neste sábado (4), o Ministério da Defesa da Rússia confirmou que o chefe do Estado-Maior da Rússia, Valery Gerasimov, tinha enviado em julho, através um canal confidencial, uma carta a seu homólogo norte-americano, Joseph Dunford.

    "Algo que provoca [nossa] desilusão é a incapacidade da parte norte-americana de observar os acordos feitos em relação à publicação do conteúdo dos nossos contatos apenas com o consentimento de ambas as partes", ressalta o comunicado da entidade.

    O ministério russo adiantou que a carta incluía as propostas russas em relação ao problema dos refugiados na Síria, à desminagem humanitária e, particularmente, sobre o campo de refugiados de Rukban que fica no território controlado pelos EUA.

    Ademais, o comunicado precisa que Gerasimov, em resposta à respectiva solicitação de Dunford após a cúpula russo-americana em Helsinque, informou o outro lado sobre as medidas que a Rússia está empreendendo junto com as autoridades sírias para estabilizar a situação no terreno.

    "Em particular, se falou sobre a disponibilidade da parte russa para considerar, junto com as autoridades sírias, a questão das garantias de segurança aos refugiados do campo de Rukban, situado na região controlada pelos EUA em Al-Tanf, e da criação de condições necessárias para o regresso às suas casas", acrescenta o documento.

    O ministério também revelou que a carta apresentou propostas quanto à coordenação das questões da "desminagem humanitária", inclusive em Raqqa, e para a restauração o mais depressa possível da vida normal na Síria com o fim de evitar os casos de recrutamento de refugiados pelos terroristas.

    A entidade ressaltou, além disso, que o canal de comunicação existente entre os estados-maiores da Rússia e dos EUA contribui para a prevenção de incidentes militares e para a busca de soluções de consenso que tomem em consideração os interesses dos dois lados.

    "Esperamos que o lado estadunidense possa tomar as medidas necessárias para não permitir que no futuro sejam violados os acordos bilaterais", escreveu o ministério, aludindo ao caso em que Washington tornou público o conteúdo da carta de Gerasimov para Dunford.

    Mais:

    General: últimos ataques contra Síria foram devidos ao sucesso das forças governamentais
    Rússia: Sanções ocidentais dificultam retorno dos refugiados para Síria
    Rússia: tropas dos EUA não têm base legal para continuar atuando na Síria
    Tags:
    refugiados, Ministério da Defesa (Rússia), Joseph Dunford, Valery Gerasimov, Al-Tanf, Rukban, Síria, EUA, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik