03:26 20 Novembro 2018
Ouvir Rádio
    Caça da Força Aeroespacial russa Su-30SM decola da base aérea de Hmeymim, Síria, junho de 2016

    Controle sobre fronteira entre Jordânia e Síria está completamente restabelecido

    © Sputnik / Ramil Sitdikov
    Oriente Médio e África
    URL curta
    6141

    O controle sobre a fronteira entre Jordânia e Síria está completamente restabelecido e também são criadas as condições para a realização das atividades pacíficas das Nações Unidas nas regiões entre Síria e Israel nas Colinas de Golã, segundo informou o coronel-general Sergei Rudskoy, chefe do Estado-Maior das Forças Armadas da Rússia.

    Ele também lembrou que o trabalho dos observadores internacionais nessa região foi suspendido em 2012 devido à segurança.

    Além disso, o Estado-Maior russo informou que Damasco com ajuda da Força Aeroespacial da Rússia estabeleceu controle sobre as províncias de As-Suwayda, Daraa, Quneitra.

    "Durante a operação as Forças Armadas sírias com apoio da Força Aeroespacial da Rússia destruíram completamente as formações de gangues do Daesh e Frente al-Nusra [grupos terroristas proibidos na Rússia e em outros países] e estabeleceram o controle sobre o território das províncias de As-Suwayda, Daraa e Quneitra", anunciou Rudskoy.

    Segundo ele, os militantes poderiam escolher usar a anistia existente, devolver as armas e retornar à vida normal ou levar suas famílias para a província de Idlib. No entanto, a maior parte das formações militantes ilegais preferiu permanecer em povoados. 

    "A maior parte da oposição 'moderada' na Síria se juntou a Damasco para combater os militantes do Daesh e Frente al-Nusra", informou o coronel-general.

    Mais:

    Israel: frente síria será mais tranquila se governança de Assad for restaurada
    Sistema de defesa da Rússia derruba drone inimigo na Síria
    Rússia: Sanções ocidentais dificultam retorno dos refugiados para Síria
    Tags:
    controle, fronteira, Força Aeroespacial da Rússia, Daesh, Frente al-Nusra, Suwayda, Quneitra, Daraa, Síria
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik