16:02 14 Agosto 2018
Ouvir Rádio
    Militares patrulhando um dos distritos de Bangui, República Centro-Africana

    Rússia: informações sobre investigação de empresas militares na RCA são absurdas

    © AP Photo / Jerome Delay
    Oriente Médio e África
    URL curta
    110

    De acordo com a representante oficial da chancelaria russa, Maria Zakharova, não existe nenhuma ligação entre o assassinato dos jornalistas russos na República Centro-Africana e as investigações sobre as atividades de empresas militares privadas que alegadamente operam no país.

    Em sua opinião, não há nada de sensacional na presença de instrutores militares russos na República Centro-Africana — essa não é uma informação secreta. Nessa conexão, ela propôs aos que não acreditam nisso visitarem o site do Ministério das Relações Exteriores da Rússia e verificarem.

    Ao mesmo tempo, Zakharova adicionou que os jornalistas russos mortos não estavam se deslocando para a área onde os instrutores militares russos trabalham.

    Em suas palavras, "os jornalistas mortos, considerando o local onde seus corpos foram encontrados, não estavam se deslocando para a área onde os instrutores russos trabalham".

    "Segundo as informações recebidas através da mídia local, eles [os jornalistas] ignoraram as advertências de que estavam saindo da zona controlada pelos órgãos de segurança locais.O que na verdade estavam fazendo na RCA, quais eram seus objetivos e tarefas — isso é uma questão em aberto",escreveu ela na sua página em Facebook.

    Anteriormente, o Ministério das Relações Exteriores da Rússia informou que em 30 de julho na República Centro-Africana morreram três pessoas que tinham só documentos de jornalista concedidos em nome de Kirill Radchenko, Aleksandr Rastorguev e Orkham Dzhemal. Atualmente, conforme a chancelaria russa, os seus corpos já estão na capital do país, Bangui. O Comitê de Investigação da Rússia iniciou um caso pena.

    Mais:

    Sindicato dos Jornalistas Russos investiga assassinato na República Centro-Africana
    Mídia: 3 supostos jornalistas russos são mortos na República Centro-Africana
    Sindicato do jornalistas de Minas condena prisão de editor da Sputnik
    Tags:
    República Centro-Africana
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik