12:31 14 Agosto 2018
Ouvir Rádio
    Ambulância na Síria

    Polícia: 30 pessoas morreram em resultado de atentado terrorista no sul da Síria

    © AFP 2018 / Omar haj kadour
    Oriente Médio e África
    URL curta
    106

    De acordo com os últimos dados, o atentado terrorista na cidade síria de As-Suwayda provocou mais de uma centena de mortes e 176 feridos.

    Na quarta-feira (25) de manhã, um homem-bomba se fez explodir no mercado da cidade síria de As-Suwayda. No entanto, o Exército sírio conseguiu evitar dois outros ataques de bombistas suicidas do Daesh (organização terrorista proibida nem vários países, incluindo a Rússia), neutralizando-os antes de ativarem os explosivos. A AFP informa que o ataque ocorreu na área controlada pelo governo do país.

    Mais cedo hoje, fontes da polícia local informaram sobre 30 mortos em resultado de um atentado terrorista na cidade de As-Suwayda, no sul da Síria.

    "Há 30 mortos e alguns feridos em resultado da explosão de um homem-bomba em As-Suwayda no sul da Síria", comunicou a fonte da Sputnik.

    Ao mesmo tempo, de acordo com dados da agência estatal síria SANA, os residentes de uma aldeia síria próxima de Douma eliminaram mais quatro combatentes que planejavam atacar sua povoação.

    A guerra civil na Síria continua desde 2011. Ao longo de todo este período, inúmeras facões de oposição e grupos terroristas como o Daesh têm se esforçado por derrubar o governo de Bashar Assad e estabelecer seu controle do Estado. Nos finais de 2017, foi anunciada a vitória sobre o Daesh na Síria e no Iraque. No entanto, em algumas regiões ainda continua a limpeza dos militantes.

    Mais:

    Alarme de defesa aérea israelense é ativado nas Colinas de Golã, perto da fronteira síria
    Sirenes da defesa aérea soam na fronteira norte de Israel com a Síria
    Drones desconhecidos atacam base russa na Síria pelo 2º dia consecutivo
    Coalizão liderada pelos EUA ataca civis no leste da Síria
    Tags:
    atentado terrorista, polícia, vítimas, As-Suwayda, Síria
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik