03:10 20 Outubro 2018
Ouvir Rádio
    Forças de segurança do Afeganistão investigam local de ataque suicida contra mesquita em Cabul

    Atentado suicida mata 14 no Afeganistão

    © AP Photo / Massoud Hossaini
    Oriente Médio e África
    URL curta
    0 11

    Um ataque suicida perto do aeroporto de Cabul matou 14 pessoas neste domingo (22) e por pouco também não vitimou o vice-presidente do país, que voltava para casa depois de estar na Turquia por mais de um ano, relata a agência AP.

    A explosão ocorreu perto do Aeroporto Internacional de Cabul, logo após a comitiva do vice-presidente ter acabado de deixar o aeroporto, disse o porta-voz do Ministério do Interior, Najib Danish.

    O general Abdul Rashid Dostum, um ex-líder militar uzbeque, e sua comitiva saíram ilesos, disse Danish que confirmou a morte das 14 pessoas, incluindo civis e forças militares. Outras 50 ficaram feridas.

    Um grupo terrorista local filiado ao Daesh, grupo banido de países como a Rússia, reivindicou a responsabilidade pelo ataque, segundo o site da agência de notícias Amaaq, alegando que havia matado e ferido mais de 115 pessoas.

    Em uma declaração do palácio presidencial, o presidente afegão, Ashraf Ghani, condenou o ocorrrido.

    Dostum estava passando por tratamento médico na Turquia e agora está bem e pronto para retomar o trabalho, disse o porta-voz do presidente, Haroon Chakhansuri.

    Dostum deixou o Afeganistão em 2017 após o gabinete do procurador-geral iniciar uma investigação sobre as alegações de que seus seguidores tinham torturado e abusado sexualmente de um ex-aliado que se tornou rival político. Desde então, ele foi barrado pelo governo de entrar no país.

    Ainda não se sabe se agora de volta ao Afeganistão ele enfrentará as acusações.

    Mais:

    Rússia: EUA estão na Síria para combater terrorismo
    Ex-premiê Tony Blair pede que Reino Unido se una à Rússia contra o terrorismo
    Rússia: EUA inventam inimigos inexistentes ao invés de combater terrorismo
    Luta contra o terrorismo na Síria continua, afirma vice-ministro russo
    Rússia identificou mais de 1.400 suspeitos de terrorismo em 2017
    Tags:
    atentado suicida, terrorismo, Amaaq, Daesh, Abdul Rashid Dostum, Haroon Chakhansuri, Cabul, Afeganistão
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik