05:08 20 Outubro 2018
Ouvir Rádio
    Tanque T-72 (foto de arquivo)

    Radicais sírios entregam seus tanques e armas ligeiras a Damasco

    © Sputnik / Aleksandr Kondratuk
    Oriente Médio e África
    URL curta
    5240

    Ao longo das últimas duas semanas na província de Daraa, combatentes sírios entregaram ao exército do país 26 tanques, além de centenas de unidades de armas ligeiras, comunicou o chefe do Centro Russo de Reconciliação na Síria, major-general Aleksei Tsygankov.

    De acordo com ele, no âmbito da trégua, nos povoados de Tafas, Nasib, Bosra, e na própria Daraa, os radicais entregaram cerca de 300 metralhadores e fuzis de assalto, mais de 30 morteiros, obuses, mísseis antitanque, mais de 80 granadas antitanque de mão, bem como 21 tanques T-55 e cinco tanques T-72.

    Caso a inspeção das Tropas de Engenharia sírias qualifique as armas como aptas para combate, o equipamento militar pode ser incorporado ao exército da República Árabe.

    Além disso, Tsygankov assinalou que os radicais que entregaram as armas desejam voltar à vida civil, enquanto alguns querem aderir ao exército sírio. 

    "A maioria dos comandantes de campo agora se dão conta de que a luta armada já não tem sentido. Estão tomando decisões corretas salvando a gente, salvando as cidades de serem destruídas", afirmou o general russo. 

    Um dos combatentes, Mohamed Barada, contou que queria voltar à vida que tinha antes, já que "não queria combater mais".

    "Nós aceitamos as propostas de todos os lados, do exército sírio, de seu exército [russo], para sair desta situação complicada que estamos enfrentando agora. Espero que, depois de depor as armas, possamos viver uma vida normal como nossos vizinhos", comentou Barada em entrevista a jornalistas.

    Em resultado das conversações bem sucedidas entre oficiais russos e radicais da área, o exército sírio passou a controlar sem combates dezenas de vilas e povoados, bem como a maior parte da fronteira com a Jordânia na província de Daraa. Os combates com o Daesh e Frente Al-Nusra (organizações terroristas proibidas na Rússia e em vários outros países) continuam no oeste na província de Daraa e Quneitra. 

    Mais:

    Mídia: Evacuação de militantes no norte da Síria é iniciada em Daara
    Análise: 'Meta principal dos EUA é continuar desestabilizando situação na Síria'
    Assessor do líder iraniano: logo que Irã e Rússia deixarem Síria, terroristas voltarão
    Tags:
    radicais, tanque, entrega, Centro Russo de Reconciliação, Síria, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik