05:59 15 Outubro 2018
Ouvir Rádio
    Hassan Rouhani, presidente do Irã (foto de arquivo)

    'Colocaremos os EUA de joelhos': presidente iraniano promete resistir a Washington

    © REUTERS / Faisal Mahmood
    Oriente Médio e África
    URL curta
    11243

    O presidente iraniano, Hassan Rouhani, prometeu colocar os EUA "de joelhos" se Washington continuar a ameaçar seus aliados para que deixem de importar petróleo iraniano.

    "Não cederemos [à pressão] e manteremos nossa dignidade nacional e histórica face aos EUA", declarou Rouhani na quarta-feira (27) citado pelo canal Press TV

    "Colocaremos os EUA de joelhos nessa batalha de vontades", afirmou ele, acrescentando que o Irã deve "mostrar ao mundo que vamos suportar as dificuldades e problemas, mas não comprometeremos nossa independência, liberdade e democracia". 

    Em 8 de maio, os EUA decidiram se retirar unilateralmente do Plano de Ação Conjunto Global (JCPOA, na sigla em inglês), o acordo nuclear firmado entre o grupo do P5+1 e o Irã, prometendo reforçar a pressão econômica e as sanções contra Teerã. Enquanto os países europeus se recusam a abandonar o acordo, o Departamento do Estado dos EUA ameaçou as empresas privadas com sanções se elas não deixarem de importar petróleo iraniano até novembro. 

    Frente a esta enorme pressão, Rouhani afirmou que sua administração vai continuar a defender os interesses iranianos e centrará a atenção no fortalecimento da economia. O presidente iraniano excluiu também qualquer possibilidade de Washington conseguiria isolar seu país.

    "Mesmo no pior dos casos, prometo que as necessidades básicas dos iranianos serão satisfeitas. Nós temos moeda estrangeira suficiente para injetar no mercado", informou a edição Jerusalem Post citado Rouhani.

    Mais:

    Torcedor incomum: Pelo Twitter, Israel deseja boa sorte para inimigo Irã na Copa do Mundo
    General das IDF diz que Irã está planejando ataque contra Israel
    Tags:
    pressão, acordo nuclear, JCPOA, Hassan Rouhani, Donald Trump, EUA, Irã
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik