08:46 15 Novembro 2018
Ouvir Rádio
    Militantes do grupo jihadista conhecido como Frente al-Nusra

    Frente al-Nusra ataca povoações no sul da Síria que passaram para o lado do governo

    © AFP 2018 / Guillaume Briquet
    Oriente Médio e África
    URL curta
    3260

    Militantes do grupo extremista Frente al-Nusra atacaram a zona de desescalada no sul da Síria. As forças governamentais, junto com combatentes do Exército Livre da Síria e apoiadas pela Força Aeroespacial russa, repeliram o ataque, informou o Centro Russo para a Reconciliação na Síria.

    "Durante o dia de ontem, militantes da Frente al-Nusra [grupo terrorista proibido na Rússia] atacaram as povoações na zona de desescalada no sul que passaram voluntariamente para o lado do governo legítimo. As tropas governamentais, junto com unidades do Exército Livre da Síria e com apoio da Força Aeroespacial russa, repeliram o ataque, diz o comunicado do centro russo.

    Segundo as informações, os terroristas perderam três veículos blindados, 14 picapes com metralhadoras de grande calibre e sofreram 70 baixas mortais. As forças governamentais não tiveram baixas, quanto ao Exército Livre da Síria, não há dados disponíveis.

    No domingo (24), mais um povoado na província de Daraa passou para o lado do governo. Deste modo, são já 12 povoações no sul do país que passaram para o lado das forças governamentais.

    Anteriormente, foi informado que várias unidades do Exército Livre da Síria em 11 povoações no sul do país árabe se juntaram às tropas governamentais para combater os militantes do grupo terrorista Daesh (proibido na Rússia) e Frente al-Nusra.

    Mais:

    Extremistas estariam preparando provocação contra Rússia na Síria
    Mídia: EUA não vão intervir no sul da Síria para apoiar forças da oposição a Assad
    Tags:
    combate ao terrorismo, exército, governo, Força Aeroespacial da Rússia, Daesh, Frente al-Nusra, Daraa, Síria
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik