06:46 21 Setembro 2018
Ouvir Rádio
    A usina nuclear Bushehr no Irã

    Após ameaçar sair do acordo nuclear, Irã aguarda proposta da Uniao Europeia

    © AP Photo / Vahid Salemi, file
    Oriente Médio e África
    URL curta
    310

    O Irã espera que as partes da UE no acordo nuclear iraniano, formalmente conhecido como Plano Conjunto de Ação Integral (JCPOA), apresentem seu pacote de medidas destinadas a manter o acordo em vigor, até julho, segundo o vice-ministro das Relações Exteriores e para Assuntos Políticos do Irã, Abbas Araghchi, disse neste sábado (23).

    Na sexta-feira (22), Araghchi disse que Teerã pode se retirar do JCPOA nas próximas semanas, a menos que a Europa mostre seu compromisso em preservar o acordo após a saída dos EUA. Mais tarde, no mesmo dia, o vice-ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergey Ryabkov, realizou consultas com Araghchi. 

    Durante as negociações, os lados discutiram a manutenção do acordo nuclear com o Irã e prometeram continuar a cooperação para proteger as relações comerciais e econômicas de sanções ilegais extraterritoriais dos EUA.

    “Esperamos que até o final do mês este pacote seja entregue a nós. Atualmente, os europeus, com o apoio da Rússia e da China, estão se esforçando para preparar este pacote de propostas, para que o Irã possa continuar a vender seu petróleo, obter lucro e realizar operações bancárias e de seguros”, diz Araghchi, conforme citado pela agência de notícias Tasnim.

    Em maio, o presidente dos EUA, Donald Trump, anunciou que Washington deixaria o JCPOA, assinado em 2015 em Viena pelo Irã, União Europeia, China, França, Rússia, Reino Unido, Estados Unidos e Alemanha. 

    Além disso, Trump decidiu restabelecer as sanções ao Irã, que haviam sido retiradas devido ao acordo. Em troca, o Irã se comprometeu a manter um programa nuclear pacífico. A medida unilateral tomada pelos Estados Unidos foi contestada por outros signatários do acordo.

    Mais:

    Saída do Irã de acordo nuclear pode criar instabilidade em todo o Oriente Médio
    Irã critica planos dos EUA de 'redesenhar' fronteiras do Oriente Médio
    Irã: palavras não são suficientes para salvar acordo nuclear
    Crise sem fim: Irã descarta a possibilidade de conversar com Trump
    Traição: Israel prende ex-ministro acusado de espionar para o Irã
    Tags:
    acordo nuclear, JCPOA, Plano Conjunto de Ação Integral (JCPOA), Tasnim, União Europeia, Abbas Araghchi, Donald Trump, Sergey Ryabkov, França, Rússia, Reino Unido, Teerã, Washington, Alemanha, China, Estados Unidos, EUA, Irã
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik