17:31 16 Fevereiro 2019
Ouvir Rádio
    A usina nuclear Bushehr no Irã

    Após ameaçar sair do acordo nuclear, Irã aguarda proposta da Uniao Europeia

    © AP Photo / Vahid Salemi, file
    Oriente Médio e África
    URL curta
    0 10

    O Irã espera que as partes da UE no acordo nuclear iraniano, formalmente conhecido como Plano Conjunto de Ação Integral (JCPOA), apresentem seu pacote de medidas destinadas a manter o acordo em vigor, até julho, segundo o vice-ministro das Relações Exteriores e para Assuntos Políticos do Irã, Abbas Araghchi, disse neste sábado (23).

    Na sexta-feira (22), Araghchi disse que Teerã pode se retirar do JCPOA nas próximas semanas, a menos que a Europa mostre seu compromisso em preservar o acordo após a saída dos EUA. Mais tarde, no mesmo dia, o vice-ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Ryabkov, realizou consultas com Araghchi. 

    Durante as negociações, os lados discutiram a manutenção do acordo nuclear com o Irã e prometeram continuar a cooperação para proteger as relações comerciais e econômicas de sanções ilegais extraterritoriais dos EUA.

    “Esperamos que até o final do mês este pacote seja entregue a nós. Atualmente, os europeus, com o apoio da Rússia e da China, estão se esforçando para preparar este pacote de propostas, para que o Irã possa continuar a vender seu petróleo, obter lucro e realizar operações bancárias e de seguros”, diz Araghchi, conforme citado pela agência de notícias Tasnim.

    Em maio, o presidente dos EUA, Donald Trump, anunciou que Washington deixaria o JCPOA, assinado em 2015 em Viena pelo Irã, União Europeia, China, França, Rússia, Reino Unido, Estados Unidos e Alemanha. 

    Além disso, Trump decidiu restabelecer as sanções ao Irã, que haviam sido retiradas devido ao acordo. Em troca, o Irã se comprometeu a manter um programa nuclear pacífico. A medida unilateral tomada pelos Estados Unidos foi contestada por outros signatários do acordo.

    Mais:

    Saída do Irã de acordo nuclear pode criar instabilidade em todo o Oriente Médio
    Irã critica planos dos EUA de 'redesenhar' fronteiras do Oriente Médio
    Irã: palavras não são suficientes para salvar acordo nuclear
    Crise sem fim: Irã descarta a possibilidade de conversar com Trump
    Traição: Israel prende ex-ministro acusado de espionar para o Irã
    Tags:
    JCPOA, acordo nuclear, Plano Conjunto de Ação Integral (JCPOA), Tasnim, União Europeia, Sergey Ryabkov, Donald Trump, Abbas Araghchi, Estados Unidos, Teerã, Irã, Reino Unido, Alemanha, China, EUA, França, Washington, Rússia