21:50 15 Julho 2018
Ouvir Rádio
    President Hassan Rouhani listens to explanations on new nuclear achievements at a ceremony to mark National Nuclear Day, in Tehran, Iran, Monday, April 9, 2018

    Irã revela o que será necessário para manter acordo nuclear

    © Foto: an official website of the Iranian Presidency office
    Oriente Médio e África
    URL curta
    230

    A decisão de Teerã em permanecer ou não no acordo nuclear com o Irã dependerá do resultado das negociações com outros signatários e até que ponto eles conseguirão compensar a retirada dos EUA, disse o vice-chanceler iraniano para Assuntos Políticos, Abbas Araghchi.

    "O Irã já anunciou sua posição a esse respeito e [o presidente iraniano] Hassan Rohani anunciou que o Irã ainda precisa decidir se deve ou não permanecer no acordo. Nossa decisão depende de negociações com países europeus, Rússia e China", afirmou Araghchi citado pela agência de notícias IRNA, durante sua visita a Moscou.

    Ele observou que Teerã estava determinado a esperar e ver se as partes restantes do acordo conseguiriam compensar a retirada dos EUA e garantir os benefícios do Irã com o acordo.

    Araghchi também comentou sobre a cooperação de Teerã com Moscou dizendo que a cooperação bilateral continuaria independente do destino do  Plano de Ação Conjunto Global (JCPOA na sigla em inglês).

    "O relacionamento Irã-Rússia está além do JCPOA. Teremos interações com a Rússia com o JCPOA ou sem ele", disse ele.

    Na sexta-feira, Araghchi disse que Teerã pode se retirar do acordo nas próximas semanas, a menos que a Europa mostre seu compromisso em preservar o acordo após a retirada dos EUA.

    No mesmo dia, o vice-ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Ryabkov, realizou consultas com Araghchi. Durante as negociações, os lados discutiram a interação na manutenção do acordo nuclear e prometeram continuar a cooperação para proteger as relações comerciais e econômicas de sanções ilegais extraterritoriais dos EUA.

    Tags:
    Plano de Ação Conjunto Global, Ministério das Relações Exteriores da Rússia, IRNA, Sergei Ryabkov, Abbas Araghchi, Hassan Rohani, Teerã, Europa, China, Moscou, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik