13:37 15 Dezembro 2018
Ouvir Rádio
    Militante das Forças Democráticas da Síria

    Forças Democráticas da Síria continuam a operação militar na fronteira com o Iraque

    © AP Photo / Forças Democráticas da Síria
    Oriente Médio e África
    URL curta
    202

    As Forças Democráticas da Síria (SDF), lideradas por curdos, retomaram a operação para libertar do grupo terrorista Daesh* a província de al-Hasakah na fronteira iraquiana, informou o serviço de imprensa da SDF na segunda-feira.

    "Durante a segunda etapa da operação da Al Jazeera Storm, quando o distrito de al-Baghuz foi libertado e as posições do EI foram completamente cercadas, nossas forças anunciaram o início de uma operação militar para libertar o assentamento al-Dashisha na província de al-Hasakah", escreveram.

    As forças curdas disseram que as tropas da SDF pretendiam obter o controle total da fronteira sírio-iraquiana em al-Hasakah.

    Em 1º de maio, a SDF e a coalizão liderada pelos EUA lançaram a operação da Al-Jazeera Storm para limpar a fronteira leste da Síria dos terroristas do Daesh, que haviam se reagrupado depois de perder o controle sobre Raqqa. A primeira etapa da operação acabou com a libertação da cidade de al-Baghuz Fawqani, na província de Deir Ez-Zor, disse a coalizão.

    A coalizão de mais de 70 membros liderada pelos EUA está conduzindo ofensivas militares contra os grupos Daesh na Síria e no Iraque. As atividades da coalizão no Iraque são conduzidas em cooperação com autoridades iraquianas, mas as da Síria não são coordenadas com Damasco, nem autorizadas por uma resolução do Conselho de Segurança da ONU.

    *Grupo proibido na Rússia e em outros países

    Mais:

    Putin: coalizão internacional atacou Síria para impedir investigação sobre armas químicas
    É relatada explosão perto de base militar franco-americana no norte da Síria
    EUA estariam construindo base militar perto da fronteira entre Síria e Iraque? (FOTOS)
    Damasco: Washington deve retirar suas tropas do Sul da Síria
    Tags:
    operação, Síria
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik