08:37 04 Junho 2020
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    151540
    Nos siga no

    O caça israelense F-35I Adir poderia ter causado uma falha no sistema de defesa antiaérea da Síria em abril de 2018, acredita Joseph Trevithick, autor do artigo do jornal norte-americano The War Zone.

    "Provavelmente o F-35 tenha interferido nos instrumentos radioeletrônicos inimigos com seu potente sistema maciço de vigilância para coletar dados dos radares e outras unidades do sistema de defesa antiaérea", escreveu.

    Na noite de 17 de abril, o sistema de defesa antiaérea da Síria foi acionado. Ao mesmo tempo, a mídia local se apressou em informar que o sistema de defesa antiaérea sírio repeliu um ataque com mísseis contra a base de Shayrat na província de Homs.

    Posteriormente, foi comunicado que na verdade não houve nenhum ataque. A falha, segundo Damasco, aconteceu em decorrência de um "ataque eletrônico conjunto" dos EUA e Israel. Simultaneamente, a Síria observou que os especialistas russos haviam resolvido o incidente. Os Estados Unidos e Israel negaram a participação em qualquer ataque radioeletônico.

    Em maio, o comandante da Força Aérea de Israel, Amikam Norkin, anunciou que Israel é o primeiro país na história a usar caças de quinta geração Lockheed Martin F-35 Lightning II em combate.

    Mais:

    Coalizão dos EUA ataca alvos na Síria
    Síria acusa EUA de bombardearem propositadamente seus campos de petróleo
    Turquia ameaça Israel com sanções após revocar embaixador
    Tags:
    mísseis, falha, base, ataque, F-35 Lightning II, Força Aérea de Israel, EUA, Síria, Israel
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar