12:19 22 Junho 2018
Ouvir Rádio
    Hassan Rouhani, presidente do Irã

    Irã: EUA não podem decidir pelo mundo inteiro

    © AP Photo / Vahid Salemi
    Oriente Médio e África
    URL curta
    9261

    O presidente iraniano, Hassan Rouhani, declarou nesta segunda-feira (21) que os EUA, ao expressar novas demandas de Teerã, não podem tomar decisões pelo mundo inteiro.

    Anteriormente, o secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, fez um discurso estabelecendo uma lista de 12 exigências ao Irã após depois da saída unilateral de Washington dos acordos internacionais sobre o programa nuclear iraniano. 

    "Quem são vocês para decidir pelo Irã e pelo mundo inteiro?", teria respondido o presidente iraniano, citado pelo canal Press TV.

    Além das condições declaradas por Pompeo sobre a não-proliferação nuclear, os EUA pedem que o Irã mude toda a sua política na região. Em particular, os Estados Unidos insistem que o Irã apresente à Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA) um acesso sem precedentes às suas instalações, interromper o desenvolvimento de mísseis balísticos e parar de apoiar grupos terroristas no Oriente Médio, incluindo o Hezbollah e o Hamas.

    Em 8 de maio, o presidente norte-americano, Donald Trump, anunciou a saída dos EUA do acordo nuclear com o Irã, acusando Teerã de violar os termos do documento.

    O líder norte-americano ordenou a reintrodução imediata das sanções contra o país, que abrangerão áreas de importância crítica para a economia iraniana, incluindo a energia e o setor financeiro.

    Mais:

    EUA farão missão ao redor do mundo para explicar sua política com Irã
    Irã permanecerá na Síria 'enquanto houver terrorismo e o governo sírio quiser'
    Signatários do acordo nuclear do Irã se reunirão em Viena para tentar salvar tratado
    Teerã: saída de empresas da UE do Irã contradiz acordo nuclear
    Irã continuará fiel às suas promessas se UE conseguir preservar acordo iraniano
    Tags:
    Plano Abrangente de Ação Conjunta, acordo nuclear, Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA), Hassan Rouhani, EUA, Irã
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik